Diabéticos: Veja quando e como solicitar a aposentadoria por invalidez

0

A incapacidade temporal ou permanente garante ao trabalhador o acesso à benefícios e auxílios do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), porém, em muitos casos as pessoas que possuem enfermidades mais comuns não sabem quais são seus direitos garantidos pela lei e acabam ficando desamparadas.

Podemos citar a diabetes como uma destas doenças.

Se não for tratada corretamente, a diabetes tende a piorar com o passar do tempo e o paciente pode ficar debilitado e não conseguir mais exercer funções laborais.

Segundo dados da Organização Mundial de Saúde referentes à 2019, aproximadamente 16 milhões de brasileiros sofrem de diabetes.

O estudo mostra que a taxa de incidência da doença cresceu 61,8% nos últimos dez anos.

Por essa razão, é muito importante conhecer os direitos que a nossa legislação prevê para esses pacientes.

Então, saiba que nesta situação, o segurado pode solicitar o auxílio-doença para seu tratamento e garantia da sua qualidade de vida.

Caso a situação venha a se agravar, o trabalhador também pode pedir aposentadoria por invalidez, por isso, preparamos este artigo para que você fique informado sobre como solicitar o benefício e quem tem direito à ele. 

Quando solicitar? 

No caso da incapacidade temporária, o trabalhador é afastado por um determinado tempo, seguindo as orientações de seu médico e, neste caso é concedido o auxílio-doença.

Para a aposentadoria por invalidez, o trabalhador deverá comprovar a incapacidade permanente para o trabalho, no entanto, a princípio o trabalhador  precisa solicitar o auxílio-doença e, se durante a perícia médica o perito verificar que a incapacidade é permanente, irá indicar a aposentadoria por invalidez. 

Requisitos para a aposentadoria por invalidez

O trabalhador precisa estar incluído nas seguintes situações: incapacidade permanente; quando não pode mais trabalhar e não há previsão de recuperação ou na incapacidade total, quando a pessoa não poder exercer nenhum tipo de trabalho.

Dentre os principais requisitos para pleitear o benefício está o tempo de carência: é preciso ter cumprido com pelo menos 12 contribuições e provar que foram antes do diagnóstico da doença ou ainda que efetuou os pagamentos antes de constatar a incapacidade para o trabalho e comprovar também a data de início da incapacidade.

A carência não será levada em conta nos casos em que a pessoa tenha a doença e se agrava, resultando em uma amputação.

O benefício concedido será reavaliado a cada dois anos, porém, fica isento aquele segurado que possui mais de 60 anos e quem tem mais de 50 anos e mais de 15 de contribuição.

Outro direito assegurado ao trabalhador que esteja recebendo a aposentadoria por invalidez, é o recebimento do adicional de 25% caso precise de receber cuidados permanentes de outra pessoa.

Para qualquer um desses benefícios, basta acessar o site ou aplicativo Meu INSS e agendar uma perícia.

Além disso, aqueles que preferirem podem entrar em contato com a Central de Atendimento através do telefone 135.

Dica Extra do Jornal Contábil: Compreenda e realize os procedimentos do INSS para usufruir dos benefícios da previdência social. 

Já pensou você saber tudo sobre o INSS desde os afastamentos até a solicitação da aposentadoria, e o melhor, tudo isso em apenas um final de semana? Uma alternativa rápida e eficaz é o curso INSS na prática

Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que você precisa saber para dominar as regras do INSS, procedimentos e normas de como levantar informações e solicitar benefícios para você ou qualquer pessoa que precise. 

Não perca tempo, clique aqui e domine tudo sobre o INSS.

Por: Samara Arruda