PIS/PASEP




A preocupação quando o assunto é dinheiro é quase que geral na população. Quando se trata de finanças pessoais, não importa idade, credo, cor, ou qualquer outro aspecto, é sempre importante se manter organizado para quem deseja ter uma vida saudável e equilibrada.

Os benefícios do PIS e FGTS são utilizados de forma descontrolada por muita gente, que quando recebe um pouquinho mais de dinheiro sai logo gastando sem planejamento. É importante saber o que fazer com o dinheiro a mais que se recebe do Governo por esses benefícios, nem guardar tudo, ou gastar sem pensar no amanhã, quando o assunto é dinheiro, a organização é a palavra chave.

Vamos oferecer aqui as melhores dicas para você saber o que fazer com o dinheiro recebido devido ao PIS e FGTS. São dicas para todos os casos, você que está com dívidas e precisa sair do buraco, ou quem está com o orçamento apertado e precisa dar uma aliviada, quem sabe até mesmo para as pessoas que podem usar esse dinheiro extra para fazer um investimento.


Veja quais as boas dicas de finanças pessoas para usar o dinheiro do PIS e FGTS

Regra do 50 – 15 – 35

A primeira ação que você deve fazer com o dinheiro extra que entra na sua conta é organizar a utilidade dele. A regra do 50 – 15 – 35 diz que 50% do valor que você ganha deve ser reservado para gastos essenciais, como as contas fixas, por exemplo. 15% deve ser voltado para a prioridade financeira, no caso de quem tem dívidas, essa parcela será voltada para a quitação. Se você não tem, melhor, pegue esse 15% e guarde em um dispositivo de renda, seja poupança, fundo de renda fixo, qualquer que seja a opção. Os 35% restantes serão utilizados para o seu dia a dia.

Renegociar as dívidas

Se você se desorganizou um pouco e criou dívidas, o dinheiro do FGTS e PIS pode ser utilizado para a renegociação dessas dívidas e dar um respiro ao seu orçamento. Antes de pensar em guardar dinheiro ou economizar, é importante que você esteja com seu saldo, no mínimo, zerado, nunca no negativo.

Poupança de emergência

Se você está com sua conta no azul, e mesmo assim recebeu um dinheiro extra com o PIS ou FGTS, uma dica importante é a de tentar manter uma reserva de emergência de uns 3 a 6 meses do seu orçamento mensal para qualquer eventualidade. Nunca se sabe o dia de amanhã, então é importante estar preparado.

Troca de dívidas caras por dívidas baratas

Se você está com dívidas com o cheque especial ou cartão de créditos, tente o mais rápido possível sanar essas dívidas, elas tem os juros mais altos do mercado. Use o dinheiro do seu FGTS ou PIS para pagar, caso não seja o suficiente, é melhor pegar um empréstimo consignado com a diferença, por exemplo, e pagar o cartão ou cheque especial. O valor do juros de um empréstimo consignado é bem menor se comparado aos outros dois.

[useful_banner_manager banners=18 count=1]