Veja como fazer a gestão financeira para sua empresa não falir na pandemia e continue seguindo essas estratégias para melhorar os negócios após período da crise.

A pandemia trouxe um grande impacto para as empresas, afinal, o consumo caiu em muitos casos.

Entretanto, essa foi uma oportunidade para novos negócios surgirem e até mesmo empreender em meio à crise.

De modo geral, as finanças foram comprometidas em muitas organizações e, se não for feita corretamente a gestão financeira para sua empresa não falir, as consequências podem ser ruins.

Veja algumas dicas de como organizar as contas.

Reveja os custos

Rever os custos é o primeiro passo para fazer a gestão financeira de sua empresa.

Alguns deles não podem ser cortados como aluguel, seguro do carro, conta de luz e outros.

Esses podem ser revistos e dessa forma encontrar uma maneira de economizar.

Cortar os custos não essenciais pode ser uma forma garantir dinheiro em caixa e evitar a falência da empresa.

Separe as despesas pessoais das profissionais

Em pequenas empresas ou nas familiares, não é raro ver as contas pessoas sendo pagas pela empresa.

Esse é um erro que não deve ser cometido em nenhum momento e na pandemia ele pode agravar ainda mais a situação.

Nunca misture as contas, prefira receber uma valor fixo mensal para conseguir quitar com as obrigações da pessoa física.

Por exemplo, o seguro de carro empresarial deve estar separado do seguro do carro pessoal.

Da mesma forma as despesas com água, luz e telefone, dentre todas as outras que possam gerar alguma confusão no controle financeiro.

Controle as entradas e saídas

Para saber o quanto se tem em caixa, mais do que nunca se faz necessário o controle de todas as entradas e saídas.

Faça os registros assim que as movimentações ocorrerem e garanta que estejam atualizadas, pois assim saberá exatamente com a situação que está lidando e ficará mais fácil encontrar uma solução.

Tenha um caixa de emergência

Em tempo de normalidade, a gestão financeira para sua empresa não falir sempre deve ter um caixa de emergência, uma reserva que possa usar para garantir a sobrevivência do negócio por um período.

Gestão Financeira

Se tiver essa reserva, fazer uso dela na pandemia é mais indicado do que pegar um empréstimo e criar novas dívidas.

Se ainda não fazia isso, assim que as contas se normalizarem é preciso criar um caixa de emergência.

Compre e faça gestão financeira para sua empresa não falir

As compras devem ser revistas porque as vendas podem ter caído e as necessidades mudaram.

Negociar com os fornecedores é o melhor caminho.

Busque conseguir os melhores preços e, se for o caso, busque por novos fornecedores que podem entender melhor as necessidades da empresa nesse momento.

Tenha softwares que ajudem na gestão

Controlar tudo manualmente em diversas planilhas e livros faz com que as informações se percam e fiquem desatualizadas.

Não adianta controlar as entradas e saídas se não estiverem sincronizadas com os investimentos e o estoque.

Use softwares de gestão financeiras que permitem uma integração, automatizam os processos e diminuem as falhas humanas.

Com eles terão uma ampla visão financeira e poderá planejar melhor as estratégias.

A gestão financeira para sua empresa não falir precisa levar em conta a organização e controle.

Aliado a isso está repensar as estratégias e buscar reduzir os custos.

DICA EXTRA JORNAL CONTÁBIL: Imaginou aprender 10 anos de Prática Contábil em poucas semanas?

O nosso parceiro Viver de Contabilidade criou um programa completo que ensina tudo que um contador precisa saber no dia a dia, Rotinas Fiscais, Abertura, Alteração e Encerramento de empresas, tudo sobre Imposto de Renda, MEIs, Simples Nacional, Lucro Presumido, enfim, TUDO que você precisa saber para se tornar um Profissional Contábil Qualificado.

Se você precisa da Prática Contábil, clique aqui e entenda como aprender tudo isso e se tornar um verdadeiro profissional contábil.

Por Jeniffer Elaina, da Smartia Seguros