Na hora de planejar a viagem internacional, muita animação e alegria. Porém muitas pessoas não contam com diferenças culturais que acabam causando apuros no dia-a-dia.

São moedas diferentes, idiomas, costumes e regras que podem nos confundir e causar problemas que tiram nossa paz num momento que seria somente para aproveitar. Então, para não passar por isso, confira alguns apuros mais comuns que ocorrem no exterior, e como saiba como evitá-los!

Viagem no exterior: como não passar por perrengues comuns

Além dos problemas típicos, como perda ou extravio de bagagem, vistos e passaportes, entre outros, podem surgir muitos outros em uma viagem internacional. Para te ajudar a saber como evitá-los, selecionamos alguns dos mais comuns.

Veja quais são e faça uma viagem mais tranquila!

1. Atente-se a telefonia e acesso à internet

Um dos perrengues que muitos passam por não se planejar é ficar incomunicável ou gastar horrores com roaming internacional. Normalmente, um chip de telefone móvel local sai muito mais em conta do que utilizar seu próprio plano brasileiro. É um valor que muitos consideram desnecessário, porém acesso à internet não é somente luxo, pode ser item de segurança, ainda mais em países desconhecidos.

Em locais públicos, costuma-se oferecer rede Wi-Fi grátis, porém os momentos que você mais precisará de acesso será nas ruas, andando, quando estiver seguindo mapas e orientações. Então, pesquise um chip pré-pago no país que irá visitar e invista nessa facilidade.

2. Saiba sacar dinheiro

Outro problema que pega muitas pessoas no exterior é a dificuldade de sacar dinheiro. Normalmente, o mais indicado é levar o dinheiro em espécie comprado previamente ou utilizar algum cartão pré-pago “travel Money”. Porém, se deseja sacar diretamente de sua conta, você tem que ativar essa facilidade com seu banco antes da viagem, para sacar em qualquer ATM machine presentes no exterior.

Além disso, seu banco cobrará uma taxa a cada saque. Então, é importante pesquisar qual alternativa se encaixa melhor para sua situação, levando em consideração as taxas, a duração da viagem e outros fatores decisivos.

3. Prepare a sua comunicação

Dificilmente quem não aprendeu o idioma do país que deseja visitar, vai fazer um curso para dominar a língua. Porém, se faz necessário realizar, ao menos, um curso de inglês para quem vai viajar, ou seja, específico para quem vai viajar. A língua em questão abre portas, facilitando o conhecimento e permitindo que você aproveite mais a viagem. Com ele você não ficará preso a tradutores e, inclusive, desconhecidos.

O curso para viagens foca nas expressões mais utilizadas em aeroportos, hotéis, atrativos turísticos, restaurantes e eventos realizados no destino. Ao aprender expressões essenciais ao viajante, você entenderá o cardápio, saberá explicar o local para onde deseja ir ao taxista, solicitar informações, entre outros. Em pouco tempo, é possível se preparar para uma viagem internacional, especialmente se você contar com uma plataforma reconhecida, como a Babbel, que oferece curso on-line.

4. Atente-se a golpes de rua

Muitos lugares com um grande volume de turistas podem apresentar golpes para furtar bens ou dinheiro das pessoas. Inclusive, alguns destinos utilizam a distração ou até shows de ilusionismo realizados na rua. Outros golpes mais comuns em viagens envolvem a venda de bilhetes falsificados para atrações, shows e espetáculos, incluindo bilhetes do metrô.

Atente-se e evite comprar ingressos de cambistas, procurando sempre adquirir em locais credenciados ou diretamente na atração desejada. Pode até ser mais caro do que o valor que os cambistas aplicam, porém é seguro.

5. Informe-se sobre as leis do país visitado

Além da cultura diferente, as leis dos países são diferentes umas das outras. Informe-se previamente sobre as leis do país visitado, mesmo que superficialmente, pois pode ocorrer que alguma atitude que você considera simples ou legal em nosso país, pode ser um crime em algum país estrangeiro.

6. Verifique a voltagem e formato de tomadas locais

Um apuro pequeno, mas que todo mundo já passou por não se atentar ao formato e voltagem das tomadas do local de destino. Como o padrão disponível do Brasil é bem diferente dos aplicados nos demais países, é importante já providenciar previamente adaptadores ou transformadores para utilizar seus dispositivos eletrônicos.

Cada um desses problemas apontados nesse guia para viagem internacional é bastante comum entre turistas. Mas, como você pode perceber, é possível contorná-los e usufruir mais a viagem, sem transtornos.

DICA EXTRA  DO JORNAL CONTÁBIL : MEI saiba tudo o que é preciso para gerenciar seu próprio negócio.  Se você buscar iniciar como MEI de maneira correta, estar legalizado e em dia com o governo, além de fazer tudo o que é necessário para o desenvolvimento da sua empresa, nós podemos ajudar. Já imaginou economizar de R$ 50 a R$ 300 todos os meses com contador e ainda ter a certeza que está fazendo suas declarações e obrigações de forma correta. E o melhor é que você pode aprender tudo isso em apenas um final de semana. Uma alternativa rápida e eficaz é o curso MEI na prática. Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que um MEI precisa saber para ser autônomo e nunca mais passar por dificuldades ao gerir o seu negócio. Quer saber mais? Clique aqui e mantenha sua empresa MEI em dia!