Dicas e cuidados para a viagens de fim de ano

0

Dezembro é o mês mais esperado por muitas pessoas, isso porque, junto com ele chega uma série de vantagens como, 13º salário, férias e, consequentemente, uns dias de viagem tão merecidos. 

Há pessoas que se programam e planejam uma viagem com semanas e, até meses de antecedência, confiantes de que tudo sairá conforme planejado. 

Contudo, muito além de apenas comprar as passagens e reservar o hotel, é importante se atentar a alguns pontos para assegurar que nada dará errado. 

Por isso, veja algumas dicas e cuidados para evitar problemas e frustrações durante a viagem.

1 – Cheque as reservas

Caso tenha reservado o hotel pela internet, é recomendado que, alguns dias antes da viagem, você perca alguns minutos para telefonar para o hotel e confirmar se a reserva está em conformidade. 

2 – Acerte na bagagem

As malas que serão levadas no avião devem seguir algumas limitações de peso e volume, além do que, é proibido levar determinados itens nela, como objetos cortantes nas malas de mão, por exemplo. 

Para evitar problemas, recomenda-se fazer um checklist alguns dias antes de viagem para não esquecer de nada e verificar se os itens guardados na bagagem estão dentro dos parâmetros exigidos. 

3 – Check-in 

Nesta época de fim de ano é bastante comum algumas companhias cancelarem alguns antecipadamente e lançarem novos, atitude que afeta diretamente na mudança de horário do voo. 

Mas não precisa se preocupar, pois, normalmente as companhias entram em contato com o viajante para sugerir outras alternativas. 

Para isso, realize o check in pela internet, no dia anterior ao da viagem e, confira com atenção o horário do voo.

4 – Se antecipe

Se a viagem programada for em território brasileiro, o recomendado é chegar de uma a uma hora e meia antes do horário marcado para a partida do voo.

Portanto, não é preciso chegar com mais de duas horas de antecedência, mas também, não deixe para chegar apenas 30 minutos de antes do voo, pois, há diversos relatos de pessoas que chegaram próximo a esta faixa de horário e perderam o check in. 

Além do mais, depois que o voo estiver lotado, é bem fácil e simples para a companhia, enrolar um pouco até faltar 30 minutos para o avião decolar e alegar que o check in já foi encerrado. 

Já no caso de viagens internacionais, o indicado é chegar com até duas horas de antecedência.

5 – Documentos

Se tratando de voos nacionais, a documentação necessária é bem simples, basta apresentar a carteira de identidade (RG), de habilitação, de trabalho, passaporte e até mesmo carteiras profissionais. 

extravio de bagagem

No caso de voos internacionais, a situação é um pouco mais complexa, pois, para viajar para outro país, é preciso obter um visto no passaporte, ressaltando a importância em verificar se a validade será o suficiente para todo o período da viagem. 

Em países do Mercosul, é possível viajar apenas com o RG, desde que seja o original, ou o passaporte, de maneira que, tanto a carteira de habilitação quanto as profissionais não têm nenhum valor nesta circunstância. 

6 – Vacinas

Determinados países exigem que os visitantes estejam com as vacinas em dia, por isso, é essencial entrar em contato com o consulado ou embaixada correspondente ao país de destino para obter as informações corretas.

7 – Cuidado com as malas

Todo viajante sabe que há a possibilidade de as malas serem arrombadas e roubadas nos aeroportos, situação bastante comum tanto no Brasil quanto em diversos outros países. 

Por isso, evite ao máximo colocar objetos de valor na bagagem, além de se atentar a malas e bolsas nos aeroportos, jamais deixando-as sozinhas, nem que seja por breves instantes. 

8 – Guia do passageiro da Infraero

A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) disponibilizou o Guia do Passageiro, que é distribuído em todos os aeroportos e também pode ser consultado virtualmente, o qual apresenta uma série de dicas bem relevantes.

9 – Direitos do passageiro (Resolução 141)

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) possui em seu portal online, uma seção exclusiva com dicas para os passageiros.

Em uma versão PDF, é possível acompanhar a Resolução 141, documento que detalha todos os direitos dos passageiros em caso de cancelamento ou atraso de voos. 

10 – Onde reclamar?

Caso o viajante esteja com algum problema com a companhia aérea e não consiga a solução desejada, ele pode recorrer a quatro opções:

  • Procurar o juizado especial que tem nos seguintes aeroportos: Brasília, São Paulo (Guarulhos e Congonhas) e Rio de Janeiro (Santos Dumont e Galeão);
  • Ligar no 0800 da Anac 0800 725 4445 (atendimento durante 24 horas);
  • Procurar o post de atendimento nos aeroporto de Brasília (DF) e Guarulhos (SP);
  • Formalizar a reclamação em www.anac.gov.br/faleanac.

Por Laura Alvarenga