Dinheiro esquecido em bancos: 2ª fase será retomada em julho?

Quando o sistema retornar para o atendimento, segundo o Banco Central, será comunicado com antecedência para os próprios clientes

O dinheiro esquecido em bancos ainda não tem data oficial para começar a segunda fase. Existia uma esperança que a plataforma estivesse disponível para que fosse possível realizar o procedimento em maio. No entanto, a greve dos servidores do Banco Central (BC) acabou adiando.

Com isso, o portal que foi criado para os cidadãos realizarem as consultas está temporariamente suspenso para aprimoramento, segundo o BC. O Sistema de Valores a Receber (SVR) ainda não tem data para retornar ao seu funcionamento.

Quando o sistema retornar para o atendimento, segundo o Banco Central, será comunicado com antecedência para os próprios clientes. A greve dos servidores já chegou ao fim, o que pode acelerar o retorno da devolução do dinheiro esquecido.

Segunda fase

Ainda não existe um calendário para os pagamentos, e também não há informações que isso aconteça neste mês. De acordo com o BC, aproximadamente R$ 4 bilhões estão pendentes para saques.

Tudo indica que na segunda fase, o sistema trará informações novas repassadas pelas instituições financeiras. Os dados serão atualizados, por isso, mesmo quem resgatou seus recursos ou quem não tinha valores a receber na primeira etapa, deve consultar novamente a plataforma.

Saque do dinheiro esquecido em bancos

A segunda fase do dinheiro esquecido pode ser acessado nas seguintes situações, conforme informação do Banco Central (BC):

  • Conta corrente encerrada que ainda tinha saldo disponível;
  • Poupança encerrada com saldo disponível para saque. Ou seja, valores esquecidos não retirados pelo cliente do banco em específico;
  • Tarifas e parcelas relacionadas às operações de crédito cobradas de maneira equivocada pelos bancos;
  • Os beneficiários e integrantes de cooperativas de crédito que possuíam cotas de capital e rateio relacionadas aos restantes líquidos.
  • Quantias esquecidas que dizem respeito a grupos encerrados de consórcio.

O que é dinheiro esquecido nos bancos?

Muitas pessoas que ouviram falar em dinheiro esquecido em bancos ficaram em dúvida e querendo saber o que isso significa. Na verdade, o dinheiro esquecido pode ser devido a uma conta bancária encerrada e acabou esquecendo que havia dinheiro lá na poupança, pode ser um valor de R$ 10,00 ou até um valor mais alto.

Muitos clientes do banco acabam nem se dando conta de que havia dinheiro parado na sua agência disponível para resgate.

O termo dinheiro esquecido nos bancos é utilizado para enquadrar diversas pessoas em diferentes situações:

  • Poupanças ou contas correntes encerradas com saldo;
  • Cobrança indevida de tarifas;
  • Parcelas e créditos cobrados de modo indevido;
  • Cotas de capital e rateio em cooperativas de crédito;
  • Consórcios finalizados.

Antes do BC permitir a consulta ao dinheiro esquecido, se alguém quisesse fazer a consulta, as informações ficavam disponíveis somente no Registrado – um sistema com relatórios sobre instituições financeiras e clientes. Depois de consultar o sistema, os clientes poderiam ver se havia valores a resgatar e solicitavam a operação.

Segundo o Serasa, de modo geral, as quantias esquecidas se referem à existência de dinheiro disponível quando alguma conta é encerrada. E, também, taxas cobradas de modo incorreto. Além disso, muitas vezes ocorre a falta de comunicação e o dinheiro fica esquecido.

Comentários estão fechados.