Donos de Escritório Contábil são presos em Caxias do Sul por desviarem R$ 10 milhões


A Polícia Federal de Caxias do Sul abriu inquérito para investigar um escritório de contabilidade, de nome Frigeri Contabilidade e Assessoria, no bairro Rio Branco, por fraudes que incluem o desvio de recursos destinados ao pagamento de tributos federais.

Os dois sócios da empresa, pai e filho, de 61 e 37 anos, foram presos temporariamente na manhã desta terça-feira durante a Operação Zaqueu, desencadeada pela Polícia Federal e a Receita Federal. Os nomes dos suspeitos e do advogado de defesa não foram divulgados. As investigações apontam que o escritório fraudava códigos de barra de guias de pagamento de pelo menos uma empresa que tinha como cliente. Ao pagar as guias, o dinheiro, ao invés de ser recolhido pela receita federal, caía em contas de um dos suspeitos.

Durante a ação, 11 mandados de busca e apreensão de automóveis e 88 de imóveis, como apartamentos e terrenos, foram executados em Caxias do Sul. A polícia investiga ainda a participação de suspeitos de colaborarem com a fraude em Porto Alegre e Curitibanos, em Santa Catarina. O escritório começou a ser investigado há três meses por denúncia da empresa lesada, onde foram identificados desvios de R$ 10 milhões. (por ClicRBS)

[useful_banner_manager banners=7 count=1]

Comente no Facebook

Comentários

Facebook Comments Plugin Powered byVivacity Infotech Pvt. Ltd.

Anúncios