É possível sacar o FGTS e o PIS/Pasep do falecido? Entenda

De antemão, é válido ressaltar que os valores referentes ao FGTS e Abono PIS/Pasep, são de todo direito aos herdeiros legais, do falecido. Embora muitos desconheçam esse direito. 

Sendo assim, caso o herdeiro já seja habilitado como dependente do falecido perante a previdência social, basta ele reunir a documentação necessária e se dirigir à alguma agência da Caixa Econômica Federal para o saque. Em casos de servidores públicos, a retirada do valor referente ao Pasep, deve ser feita no Banco no Brasil. 

Contudo, caso não haja dependentes, os valores referentes a estes benefícios serão de direito dos sucessores civis que obedeceram a seguinte ordem:  irmãos, sobrinhos, tios e primos, todavia, os mais próximos podem descartar os remotos, com exceção do sobrinho. Outro adendo, é que estes o saque só possível através de alvará judicial, solicitado por meio do acompanhamento de um advogado. 

Posto isto, entenda como é feito o saquê em ambas as situações e o que é preciso para realizar o procedimento, bem como a documentação necessária.

Como sacar sendo dependente do Titular?

Para aqueles que são dependentes do falecido, habilitados pela Previdência Social, basta se dirigir à alguma agência da Caixa Econômica Federal portando os seguintes documentos: 

  1. Documento de identificação oficial com foto (dependente);
  2. Número de inscrição referente ao PIS/Pasep/NIS;
  3. Carteira de Trabalho do titular falecido;
  4. Declaração de dependentes habilitados ao recebimento de pensão, adquirida no site da previdência social.
Fonte: Google
Fonte: Google

Vale ressaltar, que conforme previsto pela lei n.º 8.213/91, são considerados dependentes habilitados, aqueles que são: 

  • Cônjuge; 
  • Companheira/companheiro; 
  • Filho não emancipado, de qualquer condição, menor de 21 anos;
  • O filho inválido ou ter deficiência intelectual, ou mental, ou de natureza grave; 
  • Pai ou mãe; 
  • Irmão não emancipado, de qualquer condição, menor de 21 (vinte e um) anos; 

Como sacar sendo sucessor civil?

Como já introduzido, para o sucessor civil, é preciso um alvará judicial, que deverá ser apresentado no banco,  junto a documentação necessária. Deste modo, ele deve apresentar os seguintes documentos: 

  1. Documento de identificação oficial com foto (sucessor);
  2. Carteira de Trabalho do Falecido;
  3. Número de inscrição referente ao PIS/Pasep/NIS;
  4. Alvará Judicial. 

Para ficar mais claro, a respeito de quem será o sucessor civil do falecido, confira a ordem de sucessão apontada no artigo 1.829 do código civil.

I – aos descendentes

II – aos ascendentes

III – ao cônjuge sobrevivente;

IV – aos colaterais (Irmãos, tios, sobrinhos, primos e avós).

Conteúdo por Lucas Machado

Comentários estão fechados.