E-social: tudo o que você precisa saber a respeito

0

O E-social é uma das evoluções do mercado de trabalho para acompanhar o desenvolvimento tecnológico do mundo.

Essa é uma das várias ferramentas que foram feitas para otimizar os processos burocráticos dos setores de RH, Fiscal e Contábil.

Essa é uma ferramenta criada pelo Governo Federal para modernizar o modelo brasileiro das relações trabalhistas.

Mas, além disso, uma maneira de unificar as informações dos trabalhadores em CLT. 

Hoje vamos te falar mais sobre o E-social e qual a sua importância para o mercado de trabalho.

Portanto, continue acompanhando e entenda.

Afinal, o que é o E-social?

O E-social é um programa que foi contemplado pelo Decreto 8.373 de 2014, sendo um sistema do Governo Federal para unificar os dados dos empregados e estagiários brasileiros. 

Portanto, essa é uma ferramenta criada para que as empresas cadastrem os dados de seus trabalhadores e formalizem as obrigações trabalhistas como, por exemplo, o INSS, FGTS, auxílios e outros.

Qual o objetivo do E-social?

O objetivo do Governo Federal para essa ferramenta foi simplificar o processo de envio dos dados com a redução da burocracia antiga.

Contudo, é uma forma também de aumentar a arrecadação de tributos, já que as empresas passaram a regularizar suas contratações com mais facilidade. 

Mas o E-social também possibilitou uma imensa redução nos recebimentos de informações e documentos duplicados.

Sendo assim, vários conflitos trabalhistas, fiscais e previdenciários foram evitados e garantiu maior fiscalização do Estado para combater a sonegação de impostos e garantir o direito do trabalhador.

Os profissionais da área de RH, Fiscal e contabilidade sabem que mexer com documentações de colaboradores é algo complexo.

Afinal, elas devem ser compartilhadas com o Governo e as informações não são poucas.

Antigamente, a alta burocracia atrapalhava muito esse envio de dados.

Porém, o E-social veio para facilitar e agilizar esse processo para que as obrigações sejam cumpridas corretamente.

Ou seja, otimizando o trabalho dos profissionais da área de RH, Fiscal e Contábil e garantir o direito do trabalhador.

Afinal, como o E-social funciona?

A ferramenta do E-social é em formato de site, onde somente as empresas possuem acesso e de forma virtual.

Além disso, têm acesso simultâneo ao sistema do Governo. 

Portanto, com a obrigatoriedade do uso pelas organizações, essa ferramenta pode ser alimentada manualmente, por micro e pequena empresa também.

Mas também pode ser integrada a sistemas de gestão.

Depois de feito o cadastro das informações, ou eventos, o E-social faz todos os tipos de validações necessárias.

Vale lembrar que é considerado como evento documentos como folha de pagamento, dados da carteira de trabalho, período de admissão e demissão e outros.

As informações sendo validadas pelo sistema, é possível usar o Programa Gerador de Declaração, PGD para criar e transmitir os eventos como Sefip, Rais e Dirf.

O E-social é uma plataforma segura e que protege todas as informações e mantém o sigilo fiscal.

Mas para isso é ela oferece um certificado digital para as empresas com código de acesso somente para dois colaboradores. 

No entanto, é importante lembrar que, fora os órgãos competentes, o colaborador e a empresa empregadora, outra pessoa, seja ela física ou jurídica, não tem acesso às informações cadastradas no E-social.

Gostou da informação? Para saber mais sobre o assunto, clique aqui

Dica Extra: Já imaginou aprender 10 anos de Prática Contábil em poucas semanas?

Conheça um dos programas mais completos do mercado que vai te ensinar tudo que um contador precisa saber no seu dia a dia contábil, como: Rotinas Fiscais, Abertura, Alteração e Encerramento de empresas, tudo sobre Imposto de Renda, MEIs, Simples Nacional, Lucro Presumido, enfim, TUDO que você precisa saber para se tornar um Profissional Contábil Qualificado.

Se você precisa de Prática Contábil, clique aqui e entenda como aprender tudo isso e se tornar um verdadeiro profissional contábil.