ECD 2019: Saiba o que é e qual a diferença para a ECF

Com mais de 10 anos de funcionamento, o Sistema Público de Escrituração Digital (SPED) tem por objetivo unificar as atividades de recepção, validação, armazenamento e autenticação de livros e documentos que integram a escrituração contábil e fiscal dos empresários e das pessoas jurídicas.

Nesse conteúdo, vamos tratar da Escrituração Contábil Digital (ECD), alertando para a data limite de transmissão da obrigação, além de quem necessita entregá-la e o que a diferencia da Escrituração Contábil Fiscal (ECF).

O que é Escrituração Contábil Digital (ECD)?

A ECD faz parte do Sistema Público de Escrituração Digital (SPED) e visa à substituição da escrituração em papel pela escrituração transmitida via arquivo, isto é, refere-se à obrigação de transmitir, em versão digital, os seguintes livros:

  • Livro Diário e seus auxiliares, se houver;
  • Livro Razão e seus auxiliares, se houver;
  • Livro Balancetes Diários, Balanços e fichas de lançamento comprobatórias dos assentamentos neles transcritos;

Prazo da ECD 2019

O arquivo relacionado ao ano-calendário de 2018 deve ser transmitido até 31 de maio de 2019.

Quem deve entregar a ECD 2019?

O art. 3º da Instrução Normativa RFB nº 1.420/2013 destaca que estão obrigadas a adotar a ECD, em relação aos fatos contábeis ocorridos a partir de 1º de janeiro de 2014:

As pessoas jurídicas sujeitas à tributação do Imposto sobre a Renda com base no lucro real;

As Sociedades em Conta de Participação (SCP), como livros auxiliares do sócio ostensivo.

As pessoas jurídicas tributadas com base no lucro presumido, que distribuírem, a título de lucros, sem incidência do Imposto sobre a Renda Retido na Fonte (IRRF), parcela dos lucros ou dividendos superior ao valor da base de cálculo do Imposto, diminuída de todos os impostos e contribuições a que estiver sujeita;

As pessoas jurídicas imunes e isentas que, em relação aos fatos ocorridos no ano calendário, tenham sido obrigadas à apresentação da Escrituração Fiscal Digital das Contribuições, nos termos da Instrução Normativa RFB nº 1.252, de 1º de março de 2012;

Se a empresa não estiver enquadrada em nenhuma das situações mencionadas, a entrega da ECD é facultativa.

Qual a diferença entre ECD e ECF?

A ECF é uma obrigação acessória a ser transmitida por pessoas jurídicas estabelecidas no Brasil, com o intuito de apresentar a apuração do Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ) e a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) no período.

Assim, enquanto a ECF se volta a obter dados relacionados a todas as operações que possam impactar a composição e o valor devido da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) e do Imposto sobre a Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ), a ECD se direciona a finalidades fiscais e previdenciárias.

Atenção! Conheça um dos maiores e melhores treinamentos de Analista Fiscal do mercado! Impulsione sua carreira profissional mesmo que você não tenha experiência! Treinamento completo para se tornar um expert na área fiscal. Se matriculando hoje você ainda ganha inteiramente grátis os cursos de Analista em eSocial, Especialista em SPED, curso de Contabilidade na Prática, o livro digital Descomplicando o SPED e muito mais. Corra as vagas já estão acabando. Clique aqui e garanta a sua!

Conteúdo original Netspeed