Você já ouviu a frase “seu funcionário é o seu primeiro cliente”? É provável que sim. 

O Employer Branding é o nome dado à uma estratégia interna para que seus colaboradores sintam-se parte da sua empresa, se tornando defensores e propagadores da sua marca.

Ele engloba desde o plano de carreira dos colaboradores até a comu.

A tradução livre do termo é “Marca de empregador”, ou seja, como a sua empresa se apresenta como um bom lugar para trabalhar e como os colaboradores a vêem. 

Sendo assim, a utilização dessa estratégia aumenta a confiança em sua marca, assim como seu awareness e até mesmo a qualidade do seu produto ou serviço.

Afinal, é muito mais fácil realizar um trabalho em que queremos dar o nosso melhor por acreditar no que fazemos, do que simplesmente fazer apenas para entregar algo. 

Como funciona o Employer Branding?

Basicamente, o Employer Branding é a manutenção da sua marca para o público interno.

Sendo assim, a empresa vai além da relação contratual com o seus funcionários e passa a ter uma relação humanizada com eles.

Ao implementar efetivamente as práticas, os colaboradores estarão alinhados entre si e também com os valores e objetivos da empresa. 

Dessa forma, seu cliente final terá uma visão unificada, conseguindo perceber a identidade da sua marca desde a comunicação nas redes sociais até o atendimento. 

Por isso, a utilização da estratégia é um projeto a longo prazo, afinal, são devem ser feitas ações continuamente, e não de forma isolada.

Ou seja: Employer Branding não significa fazer apenas algumas confraternizações na empresa e colocar um puff colorido no escritório.

É muito comum que a satisfação do colaborador esteja diretamente ligada com a sua remuneração, mas, apesar de importante, não é o suficiente.

Por isso, a estratégia deve ter como centro o próprio colaborador e o que o faz se sentir valorizado e satisfeito com o trabalho. 

Atualmente, essa estratégia tem sido muito utilizada para empresas que buscam se diferenciar de seus concorrentes, tanto internamente, como externamente.

Assim, seus colaboradores consideram a sua empresa como uma boa opção para as suas carreiras, e passarão maior confiança aos seus clientes. 

Afinal, a reputação é sempre criada a partir da visão do outro.

O Employer Branding tem como base valores intangíveis, que refletem em resultados tangíveis. Alguns exemplos:

  • Valores intangíveis: bem estar no trabalho, qualidade de vida do colaborador, humanização das relações profissionais.
  • Resultados tangíveis: aumento no índice de produtividade, engajamento, redução de turnover. 

As vantagens do Employer Branding

Quando falamos sobre o fluxo de trabalho de uma empresa, quanto mais inserido os colaboradores estiverem nos processos, metas e objetivos da empresa, melhores são os resultados entregues por eles.

Sendo assim, ao implementar o Employer Branding, vários benefícios são vistos em curto, médio e longo prazo, como:

  • Colaboradores que defendem sua marca;
  • Maior interesse de profissionais qualificados por suas vagas;
  • Equipes alinhadas e com fluidez entre informações e projetos;
  • Redução de turnover e retenção de talentos;
  • Economia de tempo e orçamento com recrutamento e seleção;
  • Serviços, produtos e resultados otimizados;
  • Crescimento nas indicações de clientes por colaboradores;
  • Aumento também nas indicações de candidatos por colaboradores;
  • O reflexo da boa reputação facilita até mesmo negociações com fornecedores;
  • Crescimento no reconhecimento e autoridade de marca;
  • Aumenta o diferencial competitivo.

Como implantar o Employer Branding? 

Para que seja possível instituir a estratégia de Employer Branding é fundamental que haja uma cultura organizacional bem estruturada – ou, no mínimo, missão, visão e valores definidos.

É a partir dessas diretrizes que você irá delinear a personalidade da empresa. 

Como essa estratégia tem como objetivo atingir seus colaboradores, é importante que o planejamento seja feito pelo departamento de Recursos Humanos. 

Por outro lado, os profissionais de RH não podem agir sozinhos.

Dessa forma, eles devem envolver gestores e líderes, afinal são eles que irão passar diretamente os valores da empresa para os colaboradores. 

Existem alguns passos que devem fazer parte de todo o planejamento da estratégia, como você irá ver nos próximos tópicos. 

Employer Branding

Análise

Como está a relação empresa x colaborador na sua empresa atualmente? 

Entender o que está funcionando ou não é algo imprescindível para se conseguir ter uma noção do que realizar. 

Qual é a visão atual que o colaborador tem da sua empresa? Como é o ambiente de trabalho? Há uma boa cultura organizacional? Quais são os pontos críticos? 

Planejamento

Como se tratam de diretrizes, cultura e engajamento, o Employer branding é um projeto que tem um longo período de consolidação. 

Por isso, é importante que seja definido de forma clara e acessível quais são as metas e ações previstas para curto, médio e longo prazo. 

Os gestores devem ser informados de forma clara quais são os seus papéis, e ter noção da importância deles estarem envolvidos no projeto. 

Foco

Dependendo do tamanho da sua empresa, vai ser difícil iniciar o projeto com todas os departamentos da empresa.

Sendo assim, é importante definir quais são as prioridades, para saber por onde começar. 

Alguns dos principais pontos de atenção aqui são as políticas de remuneração e desenvolvimento do colaborador. 

Experiência

Não adianta fazer uma apresentação bonita e definida, mas não colocar em prática né? Então, deve-se valorizar a experiência do colaborador com a marca. 

Aliás, o colaborador deve ser tratado como cliente desde o recrutamento e seleção.

Tanto o candidato que entrar no seu time quanto o que não conseguiu a vaga se tornam divulgadores da sua marca, mesmo que indiretamente, através de conversas informais. 

Dicas para a implantação

Acima abordamos os principais temas macro que devem ser trabalhados na estratégia de Employer Branding, e agora vamos listar para você algumas dicas valiosas para ter sucesso em todas as etapas da implantação. 

  • Utilize a tecnologia à seu favor! Tanto para se comunicar efetivamente com os colaboradores quanto para divulgar as ações que estão sendo realizadas;
  • É indispensável uma comunicação transparente e acessível com os colaboradores, então prepare materiais, apresentações e guias de cultura organizacional;
  • Ouça seus colaboradores, tanto para iniciar o projeto quanto tem toda a sua execução. Eles devem ser ouvidos e valorizados, sempre;
  • Crie públicos-alvos diferentes entre os departamentos, afinal, nem sempre as necessidades de um são as do outro;
  • Tenha uma boa política de feedback, de gestores para colaboradores e vice versa;
  • Sempre reconheça o trabalho e os resultados dos seus colaboradores;
  • Tenha planos de carreira. Assim, seus colaboradores possuem uma perspectiva de crescimento na empresa e desenvolvimento pessoal;
  • Utilize técnicas de storytelling para realizar a comunicação interna, como vídeos, treinamentos e gamificações. 

Exemplos de ações de Employer Branding 

TiqueTaque 

A TiqueTaque é uma Startup de tecnologia para controle de ponto e gestão de pessoas, que é uma das principais rotinas do departamento de RH. 

Desde sua fundação em 2016, uma das maiores preocupações dos fundadores era ter uma equipe que com um bom fit cultural na empresa, que entre suas diretrizes conta com transparência entre colaboradores e gestores, atenção genuína, curiosidade inovadora e mente aberta para mudar e desenvolver. 

No início de 2020 a TiqueTaque criou um desafio para aumentar o engajamento dos colaboradores na sua company page no Linkedin.

Durante a pandemia do novo Coronavírus, a estratégia colaborou para aproximar ainda mais o time.

Sendo assim, ao final da primeira rodada do desafio, todos os colaboradores cumpriram os requisitos e receberam em suas casas o novo moletom da TiqueTaque.

Convenia 

Parceira da TiqueTaque, a Convenia também é uma empresa de tecnologia para facilitar rotinas de RH, como folha de pagamento, por exemplo. 

Durante a pandemia do novo Coronavírus, seus colaboradores foram dispensados para realizar home office.

Porém, foi percebido que muitos não tinham o que precisava para trabalhar com conforto e eficiência em suas casas. 

Assim, a Convenia fez uma super ação e entregou na casa de seus colaboradores o que estaria faltando para que o home office fosse mais produtivo e confortável: desde cadeiras ergométricas até mesmo monitores para o computador. 

Cada vez mais as empresas estão valorizando as pessoas que fazem parte delas, que constroem o que elas são.

Afinal, o profissional atual possui necessidades diferentes, e manter um talento em sua empresa é mais barato do que encontrar novos para substituir os que não estão mais ali. 

Teve bons resultados implantando o Employer Branding? Conte para a gente!