Empreendedorismo tem idade? Ter foco é mais importante do que experiência

0

Trinta e dois por cento dos entrevistados disseram já ter pensado no trabalho antes de atingir maioridade; para o empresário Gérlio Figueiredo, ter foco é mais importante do que experiência

A cada dia mais pessoas estão entrando no mercado de trabalho informal. O empreendedorismo abriu portas para pessoas interessadas em dar novo rumo à carreira e a fazer dos desafios uma possibilidade de negócio. Diante da nova realidade, surge a dúvida: existe idade certa para começar a empreender? 

Uma pesquisa do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) mostrou que não.

No estudo feito com 2.132 empresários, 32% disseram que já planejavam trabalhar com o que trabalham atualmente antes dos 18 anos de idade. E o percentual disparou para 80% quando a idade foi ampliada para 24 anos.

O empresário do ramo de transportes e de eventos, Gérlio Figueiredo, é um exemplo de que não há idade para empreender. Aos 23 anos, abriu sua primeira empresa e hoje, aos 32, garante: é questão de maturidade.

“Você pode ter 18, 30 ou 50 anos, se não tiver maturidade para os negócios, nunca será a hora a certa. Empreender exige empenho, foco e determinação”, comenta.

O empresário separou algumas dicas para os jovens empreendedores que estão planejando entrar no mercado de trabalho.

1 – Estude

“Tenha conhecimento sobre seu campo de atuação. Faça cursos que agreguem à sua formação e nunca deixe de pesquisar.”

2 – Tenha parceiros

“No começo as coisas podem parecer um pouco mais complicadas, por isso, não tenha medo de pedir ajuda. Conte com quem já tem experiência.”

3 – Use a tecnologia ao seu favor

“Jovens lidam melhor com a tecnologia e estão por dentro de tudo que está acontecendo no mundo. Por isso, use as ferramentas disponíveis: internet, rede social, site segmentados, etc.”

Por Gérlio Soares Figueiredo é o retrato da cena cultural baiana.