Empresas buscam cada vez mais o consórcio para se estruturarem durante a pandemia

Entre janeiro e julho, a BR Consórcios registrou o crescimento de 9% das pessoas jurídicas; só no mês de julho último, índice foi de 10%.

Em meio ao novo universo de micro e pequenas empresas e de microempreendedores individuais (MEIs) que surgiram no primeiro semestre deste ano, com recorde de 2,1 milhões de negócios – o maior desde 2015, segundo o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), cresceu também o número de companhias que adota o consórcio para estruturar o seu empreendimento no país durante a pandemia.

Entre janeiro e julho deste ano, a BR Consórcios, que reúne as marcas União, Araucária, Santa Emília, Lyscar, Mapfre e Rede Lojacorr, registrou o crescimento de 9% das pessoas jurídicas entre os novos consorciados.

No mesmo período de 2020, elas eram responsáveis por 6%. Só em julho, a alta de PJs entre os novos cotistas foi de 10%, enquanto que representavam 68% dos interessados no produto nas pesquisas.

Para José Roberto Luppi, diretor Comercial da BR Consórcios, o crescimento da busca das empresas pelo consórcio é reflexo do amadurecimento do brasileiro pelo produto.

“Em 2020, a modalidade completa 60 anos. E o consumidor, ao lado dos últimos anos, inclusive a pessoa jurídica, descobriu que para fugir dos juros bancários e reduzir seus custos de maneira disciplinada, o consórcio é uma excelente alternativa”, destaca.

Planejamento é fundamental – No consórcio, lembra Luppi, não há cobrança de juros nas parcelas e o prazo estendido proporciona o planejamento de pagamentos a médio e longo prazos. “Em tempos de incertezas, causadas principalmente pela pandemia do novo coronavírus, ter essa programação é fundamental nas companhias, sejam elas de qualquer tamanho. O consórcio, dessa forma, permite agendar a compra de bens móveis, imóveis ou serviços sem comprometer o fluxo de caixa e o capital de giro da empresa”, explica.

Uma das grandes vantagens do consórcio é a possibilidade de escolher o plano ideal para as suas necessidades, com valor e prazos programados.

Uma boa parte das empresas que adota a modalidade faz o uso da carta de crédito para a compra de veículos e caminhões para a renovação da frota ou aquisição/reforma de imóvel.

A Associação Brasileira das Administradoras de Consórcios (ABAC) destaca que, vinculados ao setor de veículos pesados, formado principalmente por caminhões ou cavalos mecânicos, há consorciados com o objetivo de adquirir, também, implementos rodoviários para vários tipos de cargas, do simples basculante, com atuação urbana, aos bitrens, ou até mesmo aqueles para transporte de carga viva.

Sobre a BR Consórcios

A empresa iniciou suas operações em 2012 com o objetivo de unir e fortalecer operadoras de consórcios nacionais que desejam expandir sua atuação. Seu modelo de negócio agrega administradoras diversas dentro de uma mesma plataforma, sendo pioneiro no Brasil. Tem sua sede administrativa em Londrina (PR) e conta com cerca de 320 funcionários diretos. As empresas associadas à BR Consórcios são: Consórcio União, Consórcio Araucária, Consórcio Santa Emília, Consórcio Lyscar, Mapfre Consórcios e Rede Lojacorr Consórcios. As empresas têm juntas, uma carteira de mais de 60 mil clientes ativos.

A BR Consórcios projeta a ampliação dos seus canais de distribuição com a adesão de novos associados e parcerias. Para alcançar essa meta, além de manter suas equipes próprias de vendas continuará firmando novas parcerias para vendas de cotas de consórcios com empresas dos mais diversos setores, entre elas revendedores de automóveis, concessionários de motocicletas, corretoras de seguros, imobiliárias e empresas especializadas na venda de consórcios.

Comentários estão fechados.