Quando o surgiu a pandemia do novo coronavírus, uma revolução aconteceu na vida das pessoas. De repente todo mundo se viu trancado em casa e sem poder sair. Outros, mesmo com o vírus atacando, tinha que sair para trabalhar, sendo que uma parte dos trabalhadores foram escalados para o home office (trabalhando em casa).

Trabalhar em casa parece perfeito, podemos até achar que quem fica em casa está tranquilo, porque está protegido da doença. Mas, a cabeça da pessoa, seus pensamentos, suas dúvidas e seus medos, eles não desparecem só porque você está em casa.

Foi pensando nisso, que algumas empresas recorreram aos serviços de psicólogos, para ajudar quem ficou em casa trancado trabalhando a lidar com seus transtornos psicológicos, os medos da crise econômica e as incertezas em relação ao que vem depois da pandemia.

Antonio Guterres, secretário-geral da ONU, já tinha alertado sobre o problema que estava por vir. A partir dai, 75% das empresas desenvolveram ações de apoio psicológico aos seus funcionários, de acordo com a pesquisa Gestão de Pessoas na Crise de Covid-19, divulgada recentemente pela Fundação Instituto de Administração (FIA).

Saúde Mental

Segundo o Portal UOL, A Ambev inaugurou uma nova área, voltada para a saúde mental, bem-estar, diversidade e inclusão. A cervejaria oferece sistema 24 horas de apoio por dia.

Georgia Mattos, psicóloga especialista do Serviço Social da Indústria (SESI) e também coordenadora do guia de saúde mental para empresas lançado pela entidade, oferece consultas terapêuticas.

Na verdade, mandar seu funcionário trabalhar em casa, não é só se preocupar que tipo de cadeira ele irá usar para ficar horas em frente ao computador, é preciso manter a motivação.
Para um bom desenvolvimento no trabalho, seja em casa ou no escritório, é necessário que o trabalhador esteja bem mentalmente.