Mesmo com um cenário econômico de recentes momentos de turbulência, a pandemia do coronavírus e os desafios tributários e burocráticos – que interferem na realidade do empreendedorismo no Brasil – as perspectivas para pequenos novos negócios são positivas.

Neste artigo é possível ter ideias de negócios lucrativos e investir em um CNPJ para abrir empresa em 2020.

Por isso, além de indicar dicas de tipos de empresas que podem ser criadas (veja no artigo Negócios lucrativos para abrir em 2020; veja sugestões), vamos listar aqui alguns segmentos que são promissores últimos anos para quem deseja começar seu negócio próprio neste ano.

Vai Abrir uma Empresa? Atenção!

Primeiramente vamos destacar algumas necessidades para quem quer ganhar dinheiro e abrir empresa em 2020.

Entenda que pode até parecer redundante, mas antes de seguir o impulso de empreender ainda é preciso planejar (e muito) cada passo a ser dado. 

Por isso, entre as dicas para micro e pequenas empresas que devem ser destacadas estão:

Lei de Liberdade Econômica

Certamente, do tipo de negócio, sua empresa poderá sofrer influências da nova Lei de Liberdade Econômica, que desburocratizou alguns tipos de atividades e deixou de exigir alvarás de funcionamento, por exemplo. 

Atenção! Precisa otimizar a gestão de sua empresa? Sistem ERP online grátis é a melhor opção. Conheça!

Desta maneira, vale buscar conhecimentos e saber bem sobre qual será o tipo de negócio a ser aberto, a tributação, regras e leis relacionadas. 

Leia mais em: Novos negócios: veja os 10 passos para empreender

Segmentos promissores para 2020

Da mesma forma vamos abordar diretamente sobre o assunto proposto neste post. 

O Sebrae divulgou dados sobre o estudo intitulado  “Negócios Promissores em 2020”. 

De acordo com o portal do empreendedor do Sebrae, empresas e pequenos negócios voltados ao atendimento do mercado interno são os que devem ser mais beneficiados.

“Agora, em 2020, com a retomada da economia e o aumento da confiança de consumidores e empresas, estamos caminhando para o fortalecimento dos negócios mais voltados ao atendimento do consumo de bens e serviços associados às necessidades básicas da população, como: gastos com alimentação, moradia, restaurantes e serviços pessoais”.

presidente do Sebrae, Carlos Melles

Leia também: MEI pode sim usar contador para poupar dinheiro

Dessa forma, confira agora a lista de segmentos de negócios promissores para 2020:

  • Serviços pessoais (cabeleireiro, manicure, estética e beleza);
  • Serviços prestados às empresas (administração, vendas, serv. jurídicos e org. de feiras);
  • Serviços de saúde, educação e transporte (cuidadores, clínicas, ensino superior, treinamento e transporte carga/passageiro);
  • Serviços de informática e comunicação (serv. internet, desenvolvimento de programas, reparação de equipamentos de comunicação);
  • Construção (manutenção/reparação de moradias, edificações, comércio de material de construção e serviços especializados);
  • Produtores rurais (p.ex. milho, soja e algodão) e atividades de apoio à agropecuária;
  • Pequeno comércio do interior, próximo às grandes áreas produtoras da agropecuária;
  • MPE que exportam para os EUA e Leste.

Dados econômicos

Em resumo, os dados do estudo levaram em conta o cruzamento e análise de um conjunto de informações do FMI, bem como o Banco Central e Ministério da Economia sobre a economia que deve crescer.

Nota fiscal, ordem de serviço, boletos, controle de estoque, PDV, CRM, contabilidade, controle fiscal e financeiro em um só sistema. Saiba mais sobre o software ERP.  

Redes Sociais

Se o varejo de produtos e serviços está com dificuldades, o ideal é se voltar para vendas online, o comércio eletrônico, também conhecido como e-commerce.

Encare esse momento vivido pelo país e pelo mundo como mais um desafio.

Procure saber como funciona a logística de entrega de produtos e divulgue seu empreendimento por meio de redes sociais.

Simples Nacional

Em resumo, ter seu próprio negócio implica em dedicação total ao seu empreendimento.

Você deve estar em constante estado de atualização de tendências.

O MEI é a principal fonte de fuga do desemprego.

Dessa forma, se você ainda estiver na informalidade, tenha o cuidado de procurar o enquadramento no Simples Nacional.

O MEI foi criado para facilitar sua vida e cada vez é necessário sua formalização para obter linhas de crédito.

Por fim, se regularize e faça sua declaração anual como MEI e continue sua vida de empreendedor dentro da lei.

DICA EXTRA  DO JORNAL CONTÁBIL :

MEI saiba tudo o que é preciso para gerenciar seu próprio negócio. 

Se você buscar iniciar como MEI de maneira correta, estar legalizado e em dia com o governo, além de fazer tudo o que é necessário para o desenvolvimento da sua empresa, nós podemos ajudar. 

Já imaginou economizar de R$ 50 a R$ 300 todos os meses com contador e ainda ter a certeza que está fazendo suas declarações e obrigações de forma correta.

E o melhor é que você pode aprender tudo isso em apenas um final de semana. Uma alternativa rápida e eficaz é o curso MEI na prática.

Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que um MEI precisa saber para ser autônomo e nunca mais passar por dificuldades ao gerir o seu negócio. 

Quer saber mais? Clique aqui e mantenha sua empresa MEI em dia!


Fonte: FoxManager