Empresas inativas e sem movimento ainda possuem obrigações, saiba quais são

0

Mesmo que a sua empresa esteja inativa e sem movimento é necessário pagar impostos e cumprir obrigações acessórias para não ficar em dívida com o Fisco.

O processo de fechamento de uma empresa, é muito burocrático e por isso muitos empreendedores acabam mantendo paralisadas e inativas.

Portanto para dar baixa é necessário que a empresa esteja regular junto aos órgãos públicos. 

O que é uma empresa sem movimento? 

É uma empresa que pratica algumas atividades durante o ano e uma vez ou outra realiza algumas transações. 

Um exemplo: 

Uma empresa que tenha praticado um processo de fusão, aquisição, incorporação ou emitiu alguma nota fiscal ela é considerada sem  movimento. 

O que é uma empresa inativa? 

Toda empresa que não realiza qualquer atividade operacional, não operacional, patrimonial ou financeira, é considerada inativa. 

Quais são as obrigações de empresas inativas? 

Além de recolher tributos, a maioria das empresas têm o dever de oferecer informações fiscais, previdenciárias e trabalhista aos órgãos de fiscalização. 

Isto ocorre de acordo com prazos pré estabelecidos, respeitando uma série de normas.

De uma maneira geral, todas as empresas inativas estão dispensadas de entregas mensais, mas, não estão dispensadas de entregar as obrigações anualmente. 

As obrigações são:  DCTF,  que deve ser entregue, sob pena de multa, RAIS negativa e GFIP,  a GFIP é entregue uma no mês de Janeiro e outra no mês de Dezembro, obedecendo a data de entrega, pois entregar após o prazo a empresa pagará multa. 

Quais são as obrigações de uma empresa sem movimento? 

Todas as obrigações acessórias comuns à qualquer companhia devem ser entregues, como a DCTF, SPED, escrituração mensais, imposto de renda de pessoa jurídica, entre outros.

Dica Extra: Já imaginou aprender 10 anos de Prática Contábil em poucas semanas?

Conheça um dos programas mais completos do mercado que vai te ensinar tudo que um contador precisa saber no seu dia a dia contábil, como: Rotinas Fiscais, Abertura, Alteração e Encerramento de empresas, tudo sobre Imposto de Renda, MEIs, Simples Nacional, Lucro Presumido, enfim, TUDO que você precisa saber para se tornar um Profissional Contábil Qualificado.

Se você precisa de Prática Contábil, clique aqui e entenda como aprender tudo isso e se tornar um verdadeiro profissional contábil.

Por Laís Oliveira