Entenda a importância da contabilidade para quem vai abrir uma empresa

Já parou para pensar no quão importante é a atividade da contabilidade para quem vai abrir uma empresa?

Para que uma empresa seja mantida saudavelmente, a contabilidade é uma indispensável aliada.

Além de ser um serviço que tem a capacidade de reduzir impostos, utilizando o Planejamento Tributário correto, a contabilidade é muito importante para qualquer porte e atividade de empresa.

Mais do que alguém que vai cuidar das contas, o contador também é o profissional que ajuda a abrir, manter e encerrar as empresas.

É através da contabilidade que ocorre a análise, controle e organização de seu Patrimônio, seja a entidade com ou sem fins lucrativos, bem como as pessoas físicas.

E abrir uma empresa é complexo, no âmbito geral, mas com o auxílio potencializador da contabilidade, a abertura de empresa se torna algo prático e tem maiores chances de garantir sobrevivência.

As ideias são o primeiro ponto de partida, mas não bastam. É preciso que todos os detalhes da empresa estejam documentados para o melhor aproveitamento dos recursos que serão disponibilizados.

Nesse artigo irei listar alguns pontos cruciais da contabilidade, que irão te fazer entender o quanto ela é importante para uma empresa.

Boa leitura!

Desenvolvendo o seu Patrimônio


O Patrimônio é um dos pilares que irá definir o sucesso da empresa, além do fato de que a entidade só é criada após o investimento de cada sócio, que por sua vez é descrito no Contrato Social.

Ele é definido por ser o conjunto de bensdireitos obrigações que pertencem à pessoa física ou jurídica, mesmo que opere com ou sem finalidade lucrativa; E onde:

• Bens: São elementos tangíveis e intangíveis, que de alguma forma compõem a entidade e servem de solução para satisfazer necessidades e desejos dos clientes, como o estoque de produtos, terrenos, softwares e patentes.
• Direitos: Representa tudo aquilo que a empresa tem para recebimento por conta de sua operação, como os clientes, as duplicatas a receber e as aplicações financeiras.
• Obrigações: São questões referentes às dívidas e impasses que a empresa possui, como fornecedores, duplicatas a pagar, salários e empréstimos.

Em suma, no ativo da empresa consta a parte positiva do balanço, que são os Bens e os Direitos.

Já no passivo consta o lado negativo do balanço, que são as Obrigações e a divisão do patrimônio líquido – PL – entre o quadro de sócios.

O Patrimônio é divido entre o ativo e o passivo, sendo que para os dois lados existem os Circulantes e Não-Circulantes.

Ativos e passivos circulantes se referem a fatores realizáveis e de retorno à curto prazo, ao contrário dos ativos e passivos Não-Circulantes referem-se à fatores à longo prazo.

Estabelecendo um Plano de Contas
Quando a empresa é criada, devem-se levar em conta todos os aspectos possíveis que irão influenciar, em algum momento, no negócio, seja do passado, presente e futuro.

O Plano de Contas é onde são inseridas todas as informações contábeis pertinentes ao negócio, a fim de arquiteta-lo financeiramente da melhor forma e mais completa possível.

Assim você terá uma base de dados maior para as tomadas de decisões e terá maior praticidade e tranquilidade para operar positivamente.

Mas é indispensável que sejam colhidas informações apropriadas às atividades pretendidas, para que as previsões e análises sejam bem mais precisas e úteis.

Definindo a tributação da empresa
Os impostos são recolhidos de cada segmento de acordo com as atividades exercidas.

E nada melhor do que ter um contador para realizar um minucioso trabalho para ajudar na escolha de qual regime tributário a empresa irá se enquadrar anualmente.

A Declaração do Imposto de Renda também é outro serviço contábil que, quando bem feito, pode ser bastante vantajoso para a empresa, assim como para a pessoa física que fica por trás do negócio.

Diante da complexidade e da constante manutenção da legislação tributária e fiscal, ter um contador atualizado com as Leis é fundamental para não finalizar o exercício endividado e até falir.

Registrando os fatos e atos contábeis
Num contexto ampliado, os Registros Contábeis podem ser definidos com o conjunto de dados para nortear a administração financeira do negócio.

De forma geral, os atos contábeis não são registrados por não causarem alteração no patrimônio da empresa, a não ser que sejam registrados como Contas de Compensação, que é um tipo de controle à parte do sistema patrimonial.

O ato contábil pode ser um contrato assinado sem relevância monetária ou o registro de novos funcionários…

Já os fatos contábeis serão registrados exatamente por provocarem alteração no patrimônio da organização, como a compra de materiais e de insumos operacionais rotineiros.

Logo….
A entidade poder desfrutar de uma contabilidade bem feita, ética e transparente é algo que impulsiona ainda mais o valor que o cliente irá depositar nela.

Com a Contabilidade bem estruturada, o desenvolvimento geral da empresa é mais certo, pois os dados serão capazes de identificar as melhores práticas e alternativas financeiras para o negócio.

Será possível criar projeções mais assertivas com o uso de um bom serviço contábil.

E, antes de tudo, o contador é quem realiza os processos para abertura de empresa e é através do mesmo que haverá fundamentos para agir gerencialmente.

Via VERS Contabilidade

Comente no Facebook

Comentários

Facebook Comments Plugin Powered byVivacity Infotech Pvt. Ltd.

Anúncios

DEIXE UMA RESPOSTA

Coloque seu comentpario
Coloque o seu nome

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.