Entidades do CNS pedem lockdown de 21 dias e Auxílio de R$ 600

0

O movimento Frente Pela Vida que é composto por diversas entidades do Conselho Nacional de Saúde (CNS) enviou ao presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, um manifesto intitulado como “Carta à humanidade: vida acima de tudo”, com o objetivo de solicitar um lockdown a nível nacional de 21 dias além de um auxílio emergencial com valor mais digno.

O manifesto foi apresentado pelo Frente Pela Vida na tarde desta quinta-feira (9) solicitando com urgência que os três poderes da República, sendo eles o (Executivo, Legislativo e Judiciário) possam agir de maneira coordenada para acabar de vez com os efeitos da pandemia no país. Na mesma tarde, em paralelo e de forma independente, o Ministro Luís Roberto Barroso instruiu à presidência do Senado a abertura da CPI da pandemia.

Designed by Gabriel_Ramos / shutterstock
Designed by Gabriel_Ramos / shutterstock

“O grave quadro epidemiológico que está levando ao colapso do sistema de saúde em vários estados exige a adoção imediata e sem hesitação de medidas restritivas rígidas da circulação de pessoas com a adoção de lockdown por 21 dias”.

De acordo com o movimento a ajuda financeira paga pelo governo atualmente também precisa contar com um valor mais digno, a ideia é de que os R$ 600 pago nas cinco primeiras parcelas do auxílio no ano passado possam voltar este ano.

No documento, as entidades signatárias identificam que a inação do Governo Federal é a principal responsável pela escalada do número de mortes em todo o território nacional e pelo completo colapso do atendimento público e privado à saúde. Somente no dia 6 de abril, data do protocolo da ADPF no STF, foram perdidas 4.195 vidas para a Covid-19.

Segundo informou o advogado criminalista Antônio Carlos de Almeida Castro que assinou o manifesto “todas às vezes em que o Supremo foi acionado durante a pandemia, agiu-se de forma corretíssima”.