Esgotamento mental: Como líderes podem auxiliar seus colaboradores a evitarem esse problema?

Psicóloga do Zenklub aponta que a cultura da empresa é a principal causa dessa condição que, se agravada, pode trazer sérios riscos à saúde do colaborador.

0

A pandemia trouxe o isolamento social, e, entre outros malefícios, o excesso de trabalho. Com esse excesso, os colaboradores acabam levando a mente e o corpo ao limite.

Em muitos casos, essa situação pode levar à Síndrome de Burnout, que, na tradução livre para o português, significa algo como “queimar por completo”.

Quem sofre com o Burnout pode apresentar quadros de depressão, fadiga mental, emocional e física, resultado do acúmulo de estresse por conta de uma rotina profissional com excesso de responsabilidades, muita competitividade e uma grande quantidade de trabalho.

Dados da International Stress Management Association (ISMA-BR), apontam que o Brasil é o segundo país com o maior número de afetados pela Síndrome de Burnout.

Os problemas de esgotamento mental são o resultado da cultura tóxica de uma empresa, segundo Ana Paula Tognotti, psicóloga do Zenklub, maior plataforma de saúde emocional e desenvolvimento pessoal do Brasil.

De acordo com a especialista, é preciso avaliar a cultura empresarial, pois os gestores são responsáveis pelas práticas que determinam o alinhamento entre o ambiente organizacional e o planejamento da corporação.

“Antes de tudo, é importante planejar quaisquer tipos de ações para diminuir a probabilidade de esgotamento mental da equipe e analisar se as práticas estão facilitando a sensação de segurança e acolhimento na empresa. As pessoas precisam entender o contexto do qual fazem parte como sendo propício para compartilhar assuntos mais íntimos que lhes podem causar algum desconforto”, completa a psicóloga.

Para auxiliar as lideranças, Ana Paula Tognotti elenca cinco dicas que ajudam a evitar o esgotamento mental das equipes: 

  • Seja exemplo em questões de horário – Se você não cumprir a jornada de trabalho estipulada, os membros da equipe entendem que ficar até mais tarde é algo valorizado pela empresa.
  • Mantenha a equipe atualizada – Qualquer mudança ou direcionamento da empresa deve ser comunicado ao time o mais rápido possível para que ninguém seja pego de surpresa.
  • Incentive o relacionamento entre as pessoas – Favoreça momentos em que os membros da equipe possam  falar sobre assuntos não diretamente relacionados ao trabalho. Conversas mais informais são extremamente valorizadas e criam vínculos entre as pessoas.
  • Respeite pausas e incentive o descanso dos colaboradores – Sabe aquele momento para levantar da mesa e beber uma água ou um café? Tal prática auxilia no relaxamento e, como consequência, ajuda na concentração e na agilidade para conclusão de tarefas.
  • Compartilhe vulnerabilidades – Este é o único caminho para estabelecer conexões com a equipe. Falar sobre suas dificuldades e dividir tais situações com o time fará com que todos se sintam “no mesmo barco”, proporcionando a todos um ambiente muito mais acolhedor.

Sobre o Zenklub

O Zenklub é a maior plataforma de saúde emocional e desenvolvimento pessoal do Brasil. Criado em 2016 pelo médico Rui Brandão e pelo doutor em Computação e Telecomunicações, José Simões, atualmente atende brasileiros em 187 países e 1205 cidades.

Dica Extra do Jornal Contábil: Você gostaria de trabalhar com o Departamento Pessoal?

Já percebeu as oportunidades que essa área proporciona?

Conheça o programa completo que ensina todas as etapas do DP, desde entender os Conceitos, Regras, Normas e Leis que regem a área, até as rotinas e procedimentos como Admissão, Demissão, eSocial, FGTS, Férias, 13o Salário e tudo mais que você precisa dominar para atuar na área.

Se você pretende trabalhar com Departamento Pessoal, clique aqui e entenda como aprender tudo isso e se tornar um profissional qualificado.