eSocial desafia as empresas a terem dados ‘limpos e bem arrumados’

0
372

A qualificação dos dados e há uma enorme massa de informações, a maior parte dos funcionários, é hoje o grande trabalho das corporações na adequação ao eSocial, observa a gerente sênior da TOTVS Consulting, Renata Seldin. Em entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital, a especialista é taxativa: “Sem dados bem arrumados e limpos, as empresas terão grande dificuldade para usar o ambiente do eSocial”.

Os dados sobre o eSocial são bastante preocupantes. A maior parte das empresas, informa a FENACON (Federação Nacional de Contabilidade), não se preparou para o regime, que está previsto para entrar em vigor no dia 01 de janeiro de 2018. Das cerca de 14 mil empresas com receita acima de R$ 78 milhões – que são as primeiras a aderir ao sistema – menos de 1000 se preocuparam em realizar testes no ambiente disponibilizado pelo governo.

[rev_slider alias=”ads”][/rev_slider]

 

Para Renata Seldin, as empresas que estão contando com um novo adiamento por parte do governo estão fazendo uma aposta de alto risco. E quem não começou a trabalhar os dados está muito, muito atrasado. “Uma empresa de porte médio leva, em média quatro meses, para adequar os seus processos ao eSocial”. A especialista da TOTVS Consulting admite que a maior parte das corporações enxerga o eSocial como um custo, mas é um momento relevante para colocar a ‘casa em ordem’. Assistam a entrevista com Renata Seldin, da TOTVS Consulting.

Redaçãp JC via Convergência Digital

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here