eSocial: Multas de SST que a sua empresa pode receber

Saiba quais multas a sua empresa pode receber, caso ela não cumpra os requisitos de envio dos eventos SST ao eSocial.

A última fase do cronograma de implantação do eSocial é o envio dos Eventos SST (Segurança e Saúde no Trabalho) pelo sistema, muitas empresas ainda estão se acostumando com a nova maneira de enviar esses eventos.

Entretanto, caso uma empresa não cumpra os requisitos de envio dos eventos SST ao eSocial, ela pode receber diversos tipos de multas, por diferentes motivos, conhecer essas multas e evitar cada uma delas é preciso.

Acompanhe os próximos tópicos deste artigo e conheça quais são as multas que a sua empresa pode receber por não cumprir os requisitos de Segurança e Saúde no Trabalho no eSocial.

Multas de SST no eSocial

Conheça abaixo as principais multas que a sua empresa pode receber por não cumprir os requisitos do eSocial, referente ao envio de eventos SST, saiba também como evitar o recebimento dessas multas:

  • Falta de comunicação do Atestado de Saúde Ocupacional

As empresas de tempos em tempos, devem transmitir ao eSocial um Atestado de Saúde Ocupacional (ASO) dos seus colaboradores.   

Esse atestado é elaborado no momento da contratação, mudança de cargo, demissão e em outros momentos da vida de um trabalhador, o envio deste atestado é obrigatório ao eSocial.

As empresas que não realizarem o envio dos comunicados de ASO poderão receber uma multa com valor que pode variar entre R$ 402,53 e R$ 4.025,33.   

  • Falta de informação dos riscos do trabalho  

É obrigatório que as empresas tenham o PPP (Perfil Profissiográfico Previdenciário), este documento serve para que os trabalhadores consultem os riscos que o seu trabalho oferece, além de servir para solicitação de aposentadoria especial.   

A empresa que não elaborar este documento pode ser multada, por não obedecer à legislação.   

  • Multa por não informar o afastamento temporário de um funcionário  

Um funcionário pode se afastar do trabalho por muitos motivos, por conta problemas de saúde, licença-maternidade ou por diversos outros motivos.   

Se os afastamentos temporários não forem devidamente comunicados ao eSocial, podem ser aplicadas multas aos trabalhadores, portanto, é de extrema importância que a empresa realize a devida comunicação ao eSocial.

  • Não monitoramento da saúde do trabalhador  

Se um empregador não seguir as normas da Medicina do Trabalho e não elaborar os Programas de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO) dos seus funcionários, ele poderá ser multado entre R$ 1.436,53 e R$ 4.024,42.  

A empresa recebe uma multa com valor entre R$ 1.201,36 e R$ 3.494.50, se o trabalhador não realizar os exames médicos necessários ou realizar fora do prazo.  

  • Falta de informações de admissão 

A contratação de novos funcionários deve ser incluída no sistema até 1 dia antes do funcionário iniciar as suas atividades na empresa.   

Se essas informações não forem enviadas, o valor das multas do eSocial SST pode ser de até R$ 3 mil.  

  • Não comunicação de férias

Sempre que um colaborador entrar de férias, a empresa deve enviar uma comunicação no eSocial SST, para não receber multas.   

A empresa que não comunicar as férias dos trabalhadores será multada em R$ 170.

  • Não comunicação de alterações nos contratos e cadastros  

As empresas devem informar ao eSocial todas as alterações realizadas nos contratos de trabalho e dados de seus funcionários.   

Se a empresa não comunicar as mudanças ao eSocial, ela poderá ser multada em até R$ 600 por funcionário não registrado devidamente.   

  • Funcionários não registrados

Toda vez que uma empresa contratar um funcionário o registro deve ser feito na carteira de trabalho do colaborador e no eSocial.  

Se uma empresa não registrar seus funcionários, ela será multada em até R$ 800 por funcionário, e se houver reincidência, o valor aumenta para até R$ 6 mil.   

  • Não comunicação de acidente de trabalho (CAT)

Toda vez que ocorrer um acidente de trabalho em uma empresa, é preciso realizar a transmissão da Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT) ao eSocial. 

Essa comunicação deve ser feita até nos casos onde o funcionário não se afasta do trabalho.   

A CAT deve ser enviada até o 1º dia útil após a ocorrência do acidente, em caso de falecimento a comunicação deve ser imediata.   

As multas do eSocial SST para as empresas que não enviam a CAT variam entre o limite mínimo e máximo do salário de contribuição. Se houver reincidência, o valor é dobrado.

Dica Extra: Já imaginou aprender 10 anos de Prática Contábil em poucas semanas?

Conheça um dos programas mais completos do mercado que vai te ensinar tudo que um contador precisa saber no seu dia a dia contábil, como: Rotinas Fiscais, Abertura, Alteração e Encerramento de empresas, tudo sobre Imposto de Renda, MEIs, Simples Nacional, Lucro Presumido, enfim, TUDO que você precisa saber para se tornar um Profissional Contábil Qualificado.

Se você precisa de Prática Contábil, clique aqui e entenda como aprender tudo isso e se tornar um verdadeiro profissional contábil.

Comentários estão fechados.