eSocial para empresas: Saiba quais são os próximos passos e o que esperar em 2019

Após ter sido prorrogado algumas vezes, o cronograma do eSocial começa agora, em janeiro, para as empresas do Grupo 3.

O eSocial também traz novidades para as empresas do Grupo 2, que inicia a fase 3, uma etapa decisiva para os envios das informações.

Apesar de já estar em vigor desde 2018, o eSocial ainda gera muitas dúvidas para os profissionais. Por isso, neste artigo, vamos falar um pouco sobre o que nos espera do eSocial 2019. Acompanhe a seguir!

Anúncios

Retrospectiva eSocial 2018

eSocial para empresas completa um ano de cronograma estabelecido no Brasil, as empresas do Grupo 1 (Grandes empresas com faturamento anual maior que R$78 milhões) já estão na reta final de implantação das fases da obrigação.

Já o Grupo 2 (Empresas com faturamento inferior a R$ 78 milhões dos regimes Lucro Real e Presumido) estão no final da fase 2 e ainda restam mais 3 fases para completar o cronograma de implantação.

O Grupo 3 (Empresas do Simples, Empregador PF, Produtor Rural PF, MEI, sindicatos, condomínios, associações e entidades sem fins lucrativos) e o Grupo 4 (Órgãos Públicos e Organizações Internacionais) começam a implantação do eSocial a partir de janeiro de 2019.

Destaques eSocial 2018

O eSocial tem como destaques a proatividade dos profissionais da contabilidade e a tecnologia.

Os profissionais que executam essas fases têm papel importante na implantação do eSocial no Brasil. A obrigação é novidade e exige muito desses profissionais, indo muito além de executar as etapas, os contadores e analistas precisam estudar e levar informação aos seus clientes.

Já a tecnologia é a grande aliada desses profissionais, pois o eSocial é uma transformação digital, e os sistemas contábeis – como os sistemas de folha de pagamento e livro fiscal da Sibrax – fazem total diferença e é fundamental nesse processo de envio do eSocial.

Leia Também:  Condomínios precisam aderir ao eSocial à partir do dia 10, multas vão até R$ 180 mil

eSocial para empresas 2019

O eSocial foi muito criticado em 2018, mas não podemos deixar de enfatizar que é uma realidade para 2019.

O eSocial busca diminuir as falhas e custos operacionais, mostrando-se vantajoso para empresários, contadores e trabalhadores. As oportunidades são muitas para o ano de 2019.

Em 2019, a visão dos profissionais em relação ao eSocial é positiva e deve ser mais assertiva no processo de implantação já que muitas empresas – como por exemplo o Grupo 1 – já enviaram suas informações para o eSocial.

É importante enfatizar que o eSocial teve mudanças em seu cronograma e os profissionais devem ficar atentos às novidades do eSocial para 2019.

Quais são as próximas fases do eSocial para empresas?

As próximas fases do eSocial para empresas em 2019 são as seguintes:

Grupo 1: Grandes empresas com faturamento anual maior que R$78 milhões

Fase 6 – Envio dos dados de segurança e saúde do trabalhador a partir de Julho/2019.

Grupo 2: Empresas com faturamento inferior a R$ 78 milhões dos regimes Lucro Real e Presumido

  • Fase 3 – Envio da folha de pagamento a partir de 10 de janeiro de 2019.
  • Fase 4 – Substituição da GFIP para o recolhimento de contribuições previdenciárias a partir de abril/2019.
  • Fase 5 – Substituição GFIP para recolhimento de FGTS a partir de abril/2019.
  • Fase 6 – Envio dos dados de segurança e saúde do trabalhador a partir de janeiro/2020.

Grupo 3: Empresas do Simples, Empregador PF, Produtor Rural PF, MEI, sindicatos, condomínios, associações e entidades sem fins lucrativos

  • Fase 1 – Cadastros do empregador e tabelas a partir de 10 de janeiro de 2019.
  • Fase 2 – Dados dos trabalhadores e seus vínculos com as empresas (eventos não periódicos) a partir de 10 de abril de 2019.
  • Fase 3 – Envio da folha de pagamento a partir de 10 de julho de 2019.
  • Fase 4 – Substituição da GFIP para o recolhimento de contribuições previdenciárias a partir de outubro/2019.
  • Fase 5 – Substituição GFIP para recolhimento de FGTS a partir de outubro/2019.
  • Fase 6 – Envio dos dados de segurança e saúde do trabalhador a partir de julho/2020.
Leia Também:  Desenquadramento do MEI saiba o que é e como fazer

Grupo 4: Órgãos Públicos e Organizações Internacionais

  • Fase 1 – Cadastros do empregador e tabelas a partir de 10 de janeiro de 2019.
  • Fase 2 – Dados dos trabalhadores e seus vínculos com as empresas (eventos não periódicos) a partir de janeiro/2020 em resolução específica.
  • Fase 3 – Envio da folha de pagamento a partir de 10 de julho de 2019 em resolução específica.
  • Fase 4 – Substituição da GFIP para o recolhimento de contribuições previdenciárias a partir de 2020 em instrução normativa específica.
  • Fase 5 – Substituição GFIP para recolhimento de FGTS a partir de 2020 em circular Caixa específica.
  • Fase 6 – Envio dos dados de segurança e saúde do trabalhador a partir de 2021.

É hora de se capacitar e se especializar em departamento pessoal e eSocial

Como você pode perceber, o eSocial traz muitas mudanças importantes e é preciso ter atenção redobrada para estar preparado, ainda mais agora com os prazos de implantação do programa se aproximando.

Sendo assim gostaríamos que conhecessem nosso treinamento completo e totalmente na prática de departamento pessoal e eSocial para contadores. Aprenda todos os detalhes do departamento pessoal de forma simples e descomplicada. Saiba tudo sobre regras, documentos, procedimentos, leis e tudo que envolve o setor, além de dominar o eSocial por completa. Essa é a sua grande oportunidade de aprender todos os procedimentos na prática com profissionais experientes e atuantes no segmento, clique aqui acesse já e comece 2019 com o pé direito!

Conteúdo original via Sibrax