Especialistas projetam aumento de ações trabalhistas em 2022

Segundo uma estimativa feita por advogados, o número de ações trabalhistas deve aumentar em 2022. Se informe!

Por conta da pandemia podemos o número de ações trabalhistas aumentou, e recentemente diminuiu. Porém, o número de ações trabalhistas pode ter um crescimento em 2022, segundo uma estimativa feita por advogados.

A pandemia de Covid-19 trouxe muitos problemas para toda sociedade, diversas empresas perderam grande parte do seu faturamento e muitos trabalhadores perderam seus empregos quando mais precisavam.

No meio de todo caos causado na sociedade por conta da pandemia, alguns trabalhadores decidiram reivindicar seus direitos, e segundo uma estimativa feita por especialistas, em 2022 as ações trabalhistas devem aumentar.

Leia este artigo e entenda os motivos que devem impulsionar o número de ações trabalhistas em 2022, segundo estimativa feita por especialistas em direito trabalhista.

Motivos das ações trabalhistas

O número de ações trabalhistas durante a pandemia foi grande, pelos mais variados motivos. Funcionários demitidos nesse momento de crise decidiram reivindicar seus direitos na justiça.

Os destaques no cenário da pandemia foram as questões relacionadas à demissão por falta de estrutura para a atividade remota, além do direito à desconexão do trabalho, segundo Priscilla Carbone, sócia de direito trabalhista do Madrona Advogados.

Além dessas ações, também existem processos sobre brechas em acordos de redução de jornada e salário, e retorno de gestantes ao trabalho presencial.

A estimativa de crescimento

Segundo a avaliação da especialista, o número de novos processos deve ter um novo crescimento. Afinal, muitos funcionários estão aguardando o posicionamento da Justiça para ingressar com as suas ações, principalmente em casos que não existe clareza, como nos casos de trabalhadores demitidos por recusarem a se vacinar.

Rafael Ferraresi, do Ferraresi Cavalcante Advogados, cita também as discussões trabalhistas sobre o home office, já que muitos profissionais demitidos resolveram entrar com ações trabalhistas relacionadas a horas extras não pagas.

O movimento de casos do tipo deve aumentar em 2022, impulsionado ainda pela incerteza na economia, diz o advogado.

Concluindo

O número de ações trabalhistas deve aumentar no ano que vem, segundo a estimativa feita pelos advogados citados acima, A causa das ações trabalhistas por conta da pandemia são muitas, e existem muitos pontos sem uma definição, como é o caso de trabalhadores demitidos por conta da recusa a vacina.

A justiça ainda deve se posicionar sobre casos envolvendo a vacinação e o caso de horas extras no trabalho em home office. A pandemia trouxe muitas mudanças, até mesmo a justiça está se adaptando a todas as novidades.

De Contábeis, adaptado por Matheus Vinicius para o Jornal Contábil.

Dica Extra do Jornal Contábil: Você gostaria de trabalhar com o Departamento Pessoal?

Já percebeu as oportunidades que essa área proporciona?

Conheça o programa completo que ensina todas as etapas do DP, desde entender os Conceitos, Regras, Normas e Leis que regem a área, até as rotinas e procedimentos como Admissão, Demissão, eSocial, FGTS, Férias, 13o Salário e tudo mais que você precisa dominar para atuar na área.

Se você pretende trabalhar com Departamento Pessoal, clique aqui e entenda como aprender tudo isso e se tornar um profissional qualificado.

Comentários estão fechados.