Esqueça o talento, vender é ciência

25

Durante muito tempo, ouviu-se dizer que “vender é uma arte”. Porém, nos dias de hoje, cada vez mais permeados por dados e análises, ter talento não é o suficiente para alcançar o sucesso. Por mais que auxilie na construção da jornada do profissional, ter habilidade natural em uma área não é o bastante para atender as demandas do mercado.

O consumidor de hoje não recorre ao vendedor para tirar dúvidas básicas – isso ele faz na Internet, como aponta estudo do Google que identificou que quase 80% das pessoas pesquisa um produto antes de comprar. Ele procura um vendedor quando quer se certificar de que seu problema será resolvido. Sendo assim, o maior desafio do vendedor na atualidade é vender soluções, o que exige aprendizado e dedicação para internalizar novos métodos, competências e processos.

Confira as dicas de Ricardo Okino, diretor comercial da Camerite, plataforma de videomonitoramento, para tornar suas mais assertivas por meio de conhecimento técnico. Okino é um dos palestrantes do We Are Omie 2019, evento de empreendedorismo, tecnologia e contabilidade da Omie.

Entenda a jornada do consumidor

Para obter resultados constantes, criando estabilidade para a empresa, o vendedor deve conhecer a fundo cada etapa do processo de compra do cliente. Isso permitirá identificar erros e gargalos e fazer ajustes sempre que necessário. Documentar todas as transações auxilia o processo, já que são base para a construção de um histórico de dados sobre o qual podem-se aplicar análises e regressões.

Corporate businessmen shaking hands

Entre na era da automatização

Outra forma de ganho operacional é implementar tecnologias capazes de automatizar processos, como plataformas de CRM (Gestão de Relacionamento com o Cliente), sistemas de gestão completos que façam desde o controle de estoque à geração de boletos e notas fiscais, ou um dashboard para observar os indicadores de eficiência.

Soft skills são diferenciais na hora de vender

Entre elas estão a autorresponsabilidade, mecanismo que ajuda a identificar papéis e pontos a melhorar; a capacidade de comunicação, que auxilia na venda de produtos ou serviços; e a resistência frente às adversidades. O Coachability – capacidade que uma pessoa tem de encarar críticas construtivas e usá-las para melhorar seu desempenho –  também é um ponto importante a ser trabalhado.

Seja um profissional técnico

Escuta ativa aliada a questionamentos assertivos favorecem o entendimento do objetivo do cliente. Dessa forma, é possível corresponder às suas expectativas. A oratória, que envolve usar a entonação correta e ter uma boa postura corporal, é fundamental para o processo de convencimento do consumidor.

Para conferir o conteúdo da palestra de Ricardo Okino e de outros participantes do WeAreOmie com 15% de desconto utilize o cupom pl_ricardookino.