Está assumindo ou vai assumir os negócios da família? Saiba o que fazer

ntes de explicar o que fazer para assumir os negócios de família é preciso contar que nos últimos 30 dias peregrinei visitando mais de 20 empresas e conhecendo um pouco melhor suas operações. Dentre alguns padrões que eu reconheci, um deles é o fato do sucessor ter assumido o negócio com o desafio de modernizar a empresa. Já tive a oportunidade de viver um cenário bem similar e sei o quanto é desafiador.

Quando fiquei a frente, pela primeira vez, de uma pequena empresa, consegui entregar um crescimento considerável e levar toda a gestão para um novo patamar. A única coisa que posso afirmar com certeza é que não é fácil, leva o dobro do tempo e muitas vezes dá vontade de desistir. Entretanto, é possível!

Se você acabou de assumir uma empresa e ainda não sabe exatamente como irá fazer tudo isso dar certo, escrevi esse artigo para te ajudar nessa empreitada.

Criei uma lista das minhas 5 maiores prioridades ao longo de um período de três anos, onde levei minha empresa de um crescimento de 7% para mais de 45% ao ano. Tudo que irei compartilhar é sobre a minha vivência prática, por isso, como tudo na vida, precisa ser testado, adaptado e aprimorado para seu negócio.

 

5 Prioridades ao assumir os negócios de família

1- Arrume a casa

Crescer e levar a empresa para um novo nível de gestão e performance é muito empolgante, porém, isso tudo é o resultado, logo, é o fim e não o meio. Para chegar longe o primeiro passo é se preparar para essa jornada. Como estamos falando de uma jornada empresarial, o negócio é ‘’arrumar a casa’’ para poder crescer.

A verdade é que a maioria dos empreendedores se preocupa pouco com a definição de processos, a estruturação da empresa e a criação de rotinas. E se perguntarmos o motivo principal para isso a maioria responderá: não tenho tempo. Não ter tempo para se organizar significa ter tempo para apagar incêndios (o que consome mais e é bem mais caro). Agora para quem realmente quer chegar longe e crescer, o que posso afirmar é: se prepare! Este sempre é o mais curto e melhor caminho.

Nesse ponto entra o gerenciamento da rotina, que tem como objetivo entender as formas de se gerenciar um processo, sem que passemos o dia a “apagar incêndios”. Num processo em geral, temos que ter o padrão estabelecido sendo cumprido. As anomalias que surgem têm que receber tratamento adequado, de forma a bloquear as causas de forma definitiva.

Para organizar sua empresa

Escolha uma área da empresa que não vai bem e inicie a arrumação por esse setor. Não tem outro caminho, gerenciar é resolver problemas. Defina o problema dessa área, tendo ciência de que problema é igual a resultado indesejado!

Para cada problema identificado defina um item de controle, por exemplo entrega com atraso, neste caso o item de controle será número de entregas com atraso. Crie um gráfico mostrando a situação atual e a sua meta.

Procure planejar atingir a meta em seis meses. Um excelente livro que me ajudou a atingir minhas metas foi o Gerenciamento da Rotina do trabalho dia-a-dia de Vicente Falcone.

Tudo que você fizer deve ser focado em atingir sua meta, todo o resto será perda de tempo. Crie uma rotina para acompanhar o impacto de cada uma das suas ações e analise como ela influencia o resultado desejado. Saiba que tudo que possui valor não acontece da noite para o dia, mais insista que você verá como resultado vem.

Na minha empresa, quando assumi, o maior problema era a falta de indicadores financeiros...a falta de previsibilidade de caixa, que não permitia a empresa criar um planejamento de longo prazo.

Outro problema era a falta de informação sobre as finanças da empresa o que acabava dificuldade a visão de evolução do negócio. Minha primeira ação foi estruturar o departamento financeiro e implantar um ERP. Em seis meses estávamos com ERP implantado e com visões de um ano da operação.

 

2 – Crie uma rotina de acompanhamento de resultados

Tudo que você foca, expande!

Lembra quando você comprou um novo carro e você via o mesmo modelo dele em todo lugar que você ia? Foi o carro que estava presente em todo lugar ou foi você que passou a reparar mais nele? Tudo que você foca se amplia, então olhar para seu resultado fará com que você entenda o que está funcionado e o que não está.

É muito importante ter informações que você possa confiar e assim, ter agilidade na extração desses dados (se estiver com essa dificuldade fale comigo por aqui que eu posso te ajudar).

A maioria das empresas possuem a reunião de abertura de mês, que busca mostrar o resultado de vendas, receita e lucratividade. Nessa reunião é importante debater o resultado e pensar em quais ações serão executadas no próximo ciclo para melhorar o desempenho.

Celebre cada conquista e entenda profundamente cada fracasso. Sempre trabalhe sobre a causa raiz e não sobre os resultados. Se o problema permanecer tenha certeza que a causa raiz não foi atacada.

Busque ajuda sempre, consultorias, cursos e empresas do seu segmento para trocar experiências. Esses são os melhores canais para solucionar esses problemas. Aqui estamos sempre trocando experiências com outras empresas de tecnologia e estimulando nossos clientes neste mesmo processo.

 

3 – Descubra seus gargalos

Sempre existirão gargalos dentro de uma operação, a diferença é que alguns empreendedores sabem onde eles estão e enquanto outros não. O que torna sua empresa menos eficiente? O que diminuiu a velocidade do seu crescimento? Esse é seu gargalo e ele precisa ser eliminado.

Analise sua empresa por um todo e tente entender o que faz com que ela não seja maior. Em alguns casos são as vendas, outros é a capacidade de atendimento, isso sem falar que em outros pode ser a necessidade de estoque. Analise a fundo sua operação e liste seus 3 principais gargalos.

Tente entender onde cada um deles acontece e pense em um plano de ação para otimiza-los. Um excelente livro que explica bem a teoria das restrições é A Meta, obrigatório para quem tem gargalos na empresa.

No meu caso, o gargalo era marketing e vendas. O que eu passei um ano resolvendo era como fazer mais empresas conhecerem minha empresa, sem ter muito dinheiro para investir em marketing.

A partir daí, fiz muitas pesquisas, estudei empresas que estavam usando um novo modelo chamado Inbound Marketing e consegui, em 6 meses, triplicar o volume de oportunidades no comercial. Em seguida meu gargalo migrou para vendas, onde levei mais 6 meses para implantar um processo de vendas previsível e escalável. 

 

4 – De Vendas e marketing para o resto da empresa

Independente do modelo de negócio que você assumiu, é em vendas e marketing onde acontece a grande transformação. É claro, que uma operação eficiente, um bom atendimento e um pós-venda são muito importantes, mas nenhuma outra área da empresa tem tanto potencial para colocar dinheiro dentro do negócio.

Logo, vendas e marketing deve ser observada da mesma maneira que olhamos para uma linha de produção. Precisa de métricas, processos e estratégia. Portanto, pense em como sistematizar os dois departamentos e gerar maior previsibilidade.

Em vendas e marketing é fundamental saber, de maneira bem clara, quem são os clientes.Entender como eles tomam decisões e como criar um processo de atendimento que os deixem encantados.

Outro ponto importante é ter indicadores e métricas que permitam entender como está o processo por um todo. Você precisa analisar o número de oportunidades de vendas geradas, ciclo de vendas, ticket médio de cada venda e taxa de conversão de cada etapa do seu processo de atendimento.

Invista sempre em capacitação do seu time de vendas e contrate os melhores talentos existentes no mercado. Esse processo faz toda a diferença, principalmente se você quer realmente chegar longe.

 

5 – Atraia talentos

Empreender na maioria das vezes é uma jornada solitária, cansativa e que necessita de muita resiliência. Por esse motivo meu mais importante conselho é: não vá sozinho! Ache pessoas com potencial e venda para elas seu sonho.

Você não consegue resolver tudo, nem possui todo o conhecimento para fazer sua empresa chegar mais longe, por isso, identifique quais áreas você precisa recrutar talentos e recrute.

Sem dúvida nenhuma um dos maiores desafios é, justamente, encontrar esses talentos. A boa notícia é que eles são como vírus, você só precisa achar o primeiro e os demais vêm por osmose. Um vai trazendo o outro e quando você olha, eles são a maioria. Foi exatamente assim na minha empresa, trazer os primeiros foi muito difícil, mas depois deles o resto ficou fácil.

Para os talentos comprarem sua briga você precisa ter um propósito, uma visão de futuro e muita vontade chegar longe. Gente boa percebe isso no ar, você nem precisa explicar muito.

Escalar uma empresa, crescer e se tornar referência é algo que consome muito tempo, é difícil e dá trabalho pacas, mais sem isso a vida de um empreendedor não tem nenhuma graça. Estamos aqui justamente para te ajudar nisso, com o Erpflex e com nossos conteúdos, um dia depois do outro, estaremos aqui para te ajudar a chegar mais longe.

Não desanime e nem pense que vai acontecer do dia para noite, mas saiba, que você pode chegar lá, só precisa colocar energia nisso e você verá como tudo se transforma.

Via ERPFlex

Comente

Comentários

Deixe uma resposta