Fazer com que os recrutadores leiam o seu currículo não é fácil. Quer saber um fato? Eles levam cerca de 10 segundos para saber se um CV vale a pena ser lido. É isso… 10 segundos. É esse o tempo que você tem para convencê-los.

Neste artigo, você vai descobrir como tornar esses 10 segundos num convite para entrevista. 

Comecemos pelo formato. Num currículo para estágio, você tem de usar as configurações seguintes:

  • Fonte Arial ou Times New Roman, tamanho 11,
  • Margens de 1,5 ou mais.
  • Espaçamento entrelinhas 1,5,
  • Coloque uma divisão clara entre seções. 
  • Deixe os o títulos em negrito.

Mas formalidades não chegam. Segundo um estudo da Glassdoor, uma vaga no mercado de trabalho atrai, em média, 250 currículos. Para o seu CV ter chances de competir, precisa de estar dividido nas 6 partes que compõem um currículo para estágio:

  1. O Cabeçalho;
  2. O Objetivo do currículo (ou introdução);
  3. A Educação
  4. A Experiência;
  5. As suas Habilidades;
  6. Outras Informações complementares

O 1) cabeçalho tem de incluir seu nome completo, informações e foto se necessário. Tenha cuidado quando adicionar o seu endereço electrónico, explica o especialista em carreiras Bruno Bertachini explica: “Use um e-mail profissional, pois nada vai fazer o recrutador jogar fora seu CV mais rápido que ler jUniNh0_sk8er@email.com.br como seu e-mail de contato.” 

O 2) objetivo do currículo serve de introdução que resume sua experiência e habilidades e a forma como se adequam a  essa vaga. 3 ou 4 frases curtas são o bastante.

Sua 3) educação lista seus diplomas e realizações durante seus estudos. Não seja modesto. Fez um curso na Khan Academy? Liste. Teve 3 aulas de espanhol? Liste.

Sua 4) experiência tem de incluir… bem, sua experiência. Pensa que não tem? Pense em trabalhos voluntários, projetos pessoais ou empregos de verão. Enfim, qualquer coisinha que você fez e que o tenha ajudado a desenvolver competências relevantes.

Nas 5) habilidades, tem de separar entre hard skills e soft skills. Hard skills procuradas em estagiários incluem Análise de informação,Gestão de projetos, Design, Programação, Tradução, Redes sociais. Em termos de soft skills, que são mais fáceis de acumular para um jovem, temos Criatividade, Colaboração, Gestão de tempo, Comunicação ou Flexibilidade. Para escolher quais utilizar, leia a descrição da vaga e veja quais são as competências desejadas pelo recrutador. Crie uma seção separada para elas e liste elas com bullet points. Mencione um par de elas no objetivo do seu currículo também. 

Finalmente, nas 6) informações complementares pode listar seus interesses (relevantes para a vaga), certificados listados como você listou a sua educação, idiomas (são sempre uma vantagem) e trabalho voluntário (é uma oportunidade de mostrar ao recrutador habilidades que você praticou e que são relevantes para a vaga).

E pronto, é isso! Espero que tenha ajudado. 

Boa sorte, vemo-nos na entrevista!

DICA EXTRA  DO JORNAL CONTÁBIL : MEI saiba tudo o que é preciso para gerenciar seu próprio negócio.  Se você buscar iniciar como MEI de maneira correta, estar legalizado e em dia com o governo, além de fazer tudo o que é necessário para o desenvolvimento da sua empresa, nós podemos ajudar. Já imaginou economizar de R$ 50 a R$ 300 todos os meses com contador e ainda ter a certeza que está fazendo suas declarações e obrigações de forma correta. E o melhor é que você pode aprender tudo isso em apenas um final de semana. Uma alternativa rápida e eficaz é o curso MEI na prática. Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que um MEI precisa saber para ser autônomo e nunca mais passar por dificuldades ao gerir o seu negócio. Quer saber mais? Clique aqui e mantenha sua empresa MEI em dia!

Caio Sampaio é um especialista em carreira e construção de currículos.