Existe prazo para emitir nota fiscal? Veja como funciona

0

A emissão da nota fiscal é um passo importante para evitar problemas com o Fisco, pois, se a sua empresa faz a venda de um produto ou serviço e deixar de emitir o documento, poderá ser penalizada.

Diante disso, muitas pessoas têm dúvidas sobre o procedimento da emissão da nota fiscal e principalmente, se possui um prazo. 

Por isso, ressaltamos neste artigo como funciona a emissão e a legislação estabelece ou não um prazo determinado para fazer o documento.

Confira! 

O que é nota fiscal?

Através desse documento, o empresário registra suas vendas.

Então, sempre que recebe um pagamento é necessário fazer a emissão da nota fiscal para o seu cliente.

Desta forma, o documento é utilizado para fazer a contabilidade da empresa e cálculo dos impostos, além de saber qual é o faturamento e o estoque dos produtos.

Também é importante ressaltar que, deixar de emitir a nota fiscal pode trazer prejuízos à empresa e problemas relacionados ao crime de sonegação fiscal.

Existem três tipos de notas fiscais:

  • NFS-e (Nota Fiscal de Serviço Eletrônica): usada por empresas prestadoras de serviço;
  • NFC-e (Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica), utilizada pelo varejo porque substitui o cupom fiscal eletrônico;
  • NF-e (Nota Fiscal de Produto Eletrônica): utilizada por empresas que vendem produtos físicos. 

É importante lembrar que diferente dos outros tipos de empresas, o Microempreendedor Individual (MEI), é a única exceção quando se trata de obrigatoriedade na emissão de nota.

Qual é o prazo para emitir a NF?

Após ter entendido qual é a necessidade de emitir a nota fiscal, ressaltamos que não existe um prazo determinado por lei para emitir nota fiscal, porém, a orientação é de que as notas que são referentes à produtos sejam enviadas ao clientes antes da entrega do mesmo.

Designed by @snowing / freepik
Designed by @snowing / freepik

Por isso, muitas empresas determinam que a nota seja emitida no momento do pedido ou expedição do produto. 

É importante ressaltar que a empresa que deixa de fazer a emissão da NF, pode enfrentar sérios problemas, pois, a situação pode ser enquadrada em crime de sonegação fiscal conforme a lei 4.729/1965:

“I – prestar declaração falsa ou omitir, total ou parcialmente, informação que deva ser produzida a agentes das pessoas jurídicas de direito público interno, com a intenção de eximir-se, total ou parcialmente, do pagamento de tributos, taxas e quaisquer adicionais devidos por lei;

II – inserir elementos inexatos ou omitir, rendimentos ou operações de qualquer natureza em documentos ou livros exigidos pelas leis fiscais, com a intenção de exonerar-se do pagamento de tributos devidos à Fazenda Pública”

Desta forma, pode ser aplicada multa ou detenção ao responsável.

Para verificar as informações das empresas, a Receita Federal pode ainda promover a fiscalização através da solicitação das notas fiscais emitidas dentro de um prazo de até 5 anos.

Por isso, é necessário ter as notas fiscais arquivadas, para evitar multas que podem variar entre 10% a 100% sobre o valor de cada nota fiscal autuada. 

Como emitir a NF?

Cada estado estabelece sua própria regra para a emissão das notas fiscais e que devem ser seguidas pelas empresas, de acordo com o setor e atividade desenvolvida.

Mas de modo geral, é preciso ter um CNPJ e cadastro junto à SEFAZ.

Desta forma, também é preciso ter um certificado digital para emitir o documento que pode ser através do site da prefeitura na cidade onde a empresa está registrada ou ainda por meio de softwares que fazem a emissão da NF. 

Dica Extra: Já imaginou aprender 10 anos de Prática Contábil em poucas semanas?

Conheça um dos programas mais completos do mercado que vai te ensinar tudo que um contador precisa saber no seu dia a dia contábil, como: Rotinas Fiscais, Abertura, Alteração e Encerramento de empresas, tudo sobre Imposto de Renda, MEIs, Simples Nacional, Lucro Presumido, enfim, TUDO que você precisa saber para se tornar um Profissional Contábil Qualificado.

Se você precisa de Prática Contábil, clique aqui e entenda como aprender tudo isso e se tornar um verdadeiro profissional contábil.

Por Samara Arruda