O governo anunciou medidas destinadas a reduzir o impacto do coronavírus na economia nacional. Desde março, foi adotado uma série de subsídios para auxiliar os trabalhadores.

Essas ajudas incluem a retirada emergencial de fundos do FGTS e a antecipação do 13º salário do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS).

O primeiro garante saques de até R$ 1.045. O segundo, por sua vez, permitirá valores a partir de R$ 1.567,50.

Entenda o saque emergencial do FGTS de R$ 1.045

O Governo Federal assinou uma medida provisória (MP) para liberar novos saques das contas ativas e inativas do FGTS no valor de R$ 1.045.

Segundo o governo, o dinheiro será pago de 15 de junho a 31 de dezembro.

Agora, o gestor de pagamento de benefícios Caixa Econômica Federal definir o cronograma padrão de retirada. O ministro da Economia, Paulo Guedes, anunciou a liberação do dinheiro.

“Temos R$ 22 bi do PIS/Pasep, o fundo que nós já chamamos várias vezes. Houve já duas ondas de resgates, primeiro para os proprietários, depois para herdeiros. Nossa ideia é fazer uma fusão com o FGTS, vamos fazer uma reserva desses recursos para, eventualmente, caso os herdeiros apareçam. Se os herdeiros apareçam, os direitos estão mantidos. Feita essa reserva, os R$ 20 bi de recursos que sobrarem será liberado”, afirma o ministro.

Como o assunto está previsto na MP, esta operação pode ser aplicada imediatamente. No entanto, o texto deve ser aprovado pelo Congresso dentro de 120 dias.

FGTS

Entenda a antecipação do 13º salário do INSS de R$ 1.567,50

Os aposentados e pensionistas do INSS que recebem 1.045 reais por mês receberão uma parcela de 522,50 reais. Esse valor refere-se à primeira parcela do 13º salário. Os pagamentos começam hoje 24 de abril e terminam em 8 de maio.

A primeira fase do décimo terceiro INSS corresponderá à 50% da aposentadoria ou pensão. Portanto, o cidadão pode retirar R $ 1.567,50.

Segundo a Secretaria Especial de Segurança Social e Trabalho, o segundo pagamento deve ser realizado entre 25 de maio e 5 de junho.

A data do pagamento será baseada no valor a ser recebido e no número final do pagamento. Por exemplo, o número de registro do segurado é 123.654.987-0; nesse caso, o número final é 7, sem considerar o número final 0.