FGTS Emergencial de R$ 1.045: Caixa faz pagamento em 8 lotes; Saiba quem recebe

Compartilhe
PUBLICIDADE

O FGTS emergencial já foi liberado para os nascidos em janeiro e agosto. Quem nasceu em janeiro, fevereiro e março já poderá sacar o dinheiro.

Os beneficiários terão o valor disponível em conta poupança social da Caixa. Ele poderá ser usado em pagamento de boletos ou compras pelo cartão de débito virtual e QR Code.

Quem não quiser receber o saque emergencial deve avisar com dez dias de antecedência à Caixa Econômica Federal (CEF).

O saque emergencial do FGTS foi uma maneira de ajudar os trabalhadores durante a pandemia do novo coronavírus e tem o limite de R$ 1.045,00, para quem possui contas ativas ou inativas. A seguir veja o calendário que o valor estará disponível em conta digital e em seguida quando será possível sacar o valor em espécie.

Calendário de pagamento

  • 29 de junho: nascidos em janeiro
  • 6 de julho: nascidos em fevereiro
  • 13 de julho: nascidos em março
  • 20 de julho: nascidos em abril
  • 27 de julho: nascidos em maio
  • 3 de agosto: nascidos em junho
  • 10 de agosto: nascidos em julho
  • 24 de agosto: nascidos em agosto
  • 31 de agosto: nascidos em setembro
  • 8 de setembro: nascidos em outubro
  • 14 de setembro: nascidos em novembro
  • 21 de setembro: nascidos em dezembro

Calendário de saque e transferência

FGTS
  • 25 de julho: nascidos em janeiro
  • 8 de agosto: nascidos em fevereiro
  • 22 de agosto: nascidos em março
  • 5 de setembro: nascidos em abril
  • 19 de setembro: nascidos em maio
  • 3 de outubro: nascidos em junho
  • 17 de outubro: nascidos em julho
  • 17 de outubro: nascidos em agosto
  • 31 de outubro: nascidos em setembro
  • 31 de outubro: nascidos em outubro
  • 14 de novembro: nascidos em novembro
  • 14 de novembro: nascidos em dezembro

Saque emergencial do FGTS de R$ 1.045

Têm direito ao dinheiro trabalhadores que possuem contas ativas (do emprego atual) ou inativas (de empregos anteriores) no FGTS. A data em que o valor cai na poupança digital depende do mês de aniversário do trabalhador.

Edição por Jorge Roberto Wrigt Cunha – jornalista do Jornal Contábil

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação

Jornal Contábil