FGTS inativo informa que está em processo de liberação. O que isso quer dizer?

A Caixa ressalta que o dinheiro só é efetivamente liberado para as pessoas que não têm problemas de inconsistência nas informações no cadastro do FGTS.

Muitos trabalhadores, ao consultar o saldo do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) inativo ou tentar sacar o dinheiro das contas inativas neste mês, têm relatado que recebem a mensagem de que está em “processo de liberação para a data do calendário”.

A Caixa explica que a rotina normal para liberar o dinheiro do FGTS é de cinco dias úteis. No caso das contas inativas, o banco já agiliza a liberação do dinheiro para que seja automática no momento em que o beneficiário for até a agência sacar o recurso. Se esse procedimento não fosse feito, uma pessoa que fosse até a Caixa pedir o dinheiro numa segunda-feira só conseguiria sacá-lo na sexta-feira, por exemplo. É que os valores precisam, primeiro, ser debitados da conta do FGTS e transferidos para o sistema bancário da Caixa.

A Caixa ressalta, entretanto, que o dinheiro só é efetivamente liberado para as pessoas que não têm problemas de inconsistência nas informações no cadastro do FGTS. Por isso, muitos trabalhadores que nasceram em janeiro e fevereiro e, portanto, podem retirar o dinheiro este mês, têm recebido a mensagem, mas não estão conseguindo sacar os valores.

De acordo com a Caixa Econômica Federal, o trabalhador deve fazer a atualização cadastral em uma agência apresentando os seguintes documentos: número de inscrição do PIS/PASEP, documento de identificação e Carteira de Trabalho ou Termo de Rescisão do Contrato de Trabalho que comprove o vínculo empregatício finalizado até 31/12/2015.

Em caso de o atendente da agência informar que o saldo está para ser liberado e der um prazo para o trabalhador voltar para receber o dinheiro, é preciso aguardar a data estipulada. Isso pode acontecer por ter sido feita uma alteração em algum dado do beneficiário e a liberação do dinheiro acontecerá apenas após a atualização nos sistemas.

Saque

Tem direito a sacar o dinheiro do FGTS quem pediu demissão ou foi demitido por justa causa até 31/12/2015. Uma conta fica inativa quando deixa de receber depósitos da empresa devido à extinção ou rescisão do contrato de trabalho. O trabalhador deve estar afastado do emprego pelo menos desde o fim de 2015. O trabalhador, no entanto, não pode sacar o FGTS de uma conta ativa, ou seja, que ainda receba depósitos pelo empregador atual.

De acordo com o governo, são mais de R$ 43 bilhões parados nessas contas inativas e o governo calcula que, desse total, R$ 34 bilhões serão sacados pelos trabalhadores. Segundo a Caixa, as pessoas que não conseguirem fazer a retirada do dinheiro até 31 de julho não conseguirão fazer o saque em outra data. Via G1

Comente no Facebook

Comentários

Facebook Comments Plugin Powered byVivacity Infotech Pvt. Ltd.

Anúncios

DEIXE UMA RESPOSTA

Coloque seu comentpario
Coloque o seu nome

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.