FGTS: Quando começam os saques e quem vai poder participar?

0

O Governo Federal tem desenvolvido inúmeras medidas para combater os avanços da crise que está sendo gerada pela atual pandemia do coronavírus.

Entre as medidas está a liberação de uma nova rodada de saques do FGTS para quem trabalhou de carteira assinada. A liberação do saque imediato do FGTS foi anunciada em março por intermédio da Medida Provisória 946/2020 onde seu calendário deve ser liberado na próxima semana.

Como vai funcionar o Saque Emergencial do FGTS?

O governo ainda não divulgou muitas informações oficiais sobre o saque emergencial, o que foi divulgado até o momento foram as datas previstas para início e encerramento do saque emergencial.

O saque está previsto para começar à partir do dia 15 de Junho e se encerrar no dia 31 de Dezembro de 2020 com valor máximo para resgate de R$ 1.045,00 ou seja de um salário mínimo por cota.

Vale lembrar que os trabalhadores com saldo disponível poderão sacar os valores de contas ativas ou inativas, podendo escolher apenas uma das opções para saque.

De acordo com o atual ministro da Economia, Paulo Guedes, em coletiva no último mês de março, parte da verba para os pagamentos virá do já extinto Fundo do PIS/Pasep. A transferência, prevista para acontecer a partir de 31 de maio, será no valor de R$ 22,5 bilhões, até então represados e destinados aos beneficiários para as chamadas “Cotas do PIS”.

Segundo o atual ministro da Economia Paulo Guedes, em uma conferência com a imprensa no mês passado, parte do pagamento virá do já extinto fundo PIS/Pasep. A transferência esta planejada para acontecer à partir do dia 31 de maio, no valor de R $ 22,5 bilhões.

Vale lembrar que as cotas do Fundo PIS/Pasep nada tem relação com o abono salarial do PIS/Pasep, abono este que é pago todos os anos para os trabalhadores que tenham trabalhado pelo menos 30 dias no ano anterior.