FGTS: Veja como é feito o cálculo na folha de pagamento

0

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço  (FGTS) é direito dos trabalhadores que são registrados pelo regime CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas).

Desta forma, ele é descontado pelo empregador diretamente na folha de pagamento do funcionário e depositado no fundo cuja gestora é a Caixa Econômica Federal. 

Mas o cálculo desse direito causa algumas dúvidas e deve ser feito de forma correta para evitar penalidades para a empresa.

Sendo assim, é necessário entender como funciona o FGTS e como calculá-lo. Todas essas informações você encontra a seguir. Acompanhe! 

Recolhimento do FGTS

Mensalmente os empregadores devem fazer o recolhimento do FGTS, estando atento à porcentagem, e assim, enviá-lo para uma conta na Caixa Econômica Federal, em  nome dos seus funcionários.

Esta porcentagem é única e se refere à 8% sobre o salário bruto de cada um dos trabalhadores registrados pela sua empresa, exceto contratos de aprendizagem que é de 2%. 

No caso dos trabalhadores domésticos essa porcentagem também muda, ficando em 11,2% (8% depósito mensal e 3,2% antecipação do recolhimento rescisório).

Sendo assim, para saber o valor que deve ser aplicado é necessário aplicar a alíquota do FGTS sobre o salário bruto do trabalhador.

Veja um exemplo: 

  • Salário do colaborador: R$1.500 
  • Alíquota: 8%, 
  • Valor depositado: R$120.

Documento de Arrecadação

Para o recolhimento mensal, é preciso utilizar o Documento de Arrecadação do eSocial (DAE). Esta guia é emitida pelo portal eletrônico do eSocial – Simples Doméstico.

Por sua vez, os recolhimentos de FGTS para trabalhadores domésticos é feito pela guia de recolhimento emitida pela GRF Internet Doméstico, disponível na opção “Guia FGTS” da página do eSocial.

Quem tem direito ao FGTS?

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) foi criado com o objetivo de proteger o trabalhador demitido sem justa causa, mediante a abertura de uma conta vinculada ao contrato de trabalho. 

Assim, todos os trabalhadores regidos pela CLT que firmaram contrato de trabalho a partir de 05/10/1988.

Antes dessa data, a opção pelo FGTS era facultativa.

FGTS
Aplicativo Caixa Econômica Federal- FGTS.

Também têm direito ao FGTS os seguintes trabalhadores:

  • Trabalhadores rurais, 
  • Trabalhadores temporários, 
  • trabalhadores avulsos, 
  • Safreiros (operários rurais, que trabalham apenas no período de colheita),
  • Atletas profissionais (jogadores de futebol, vôlei, etc.),
  • Diretor não-empregado (poderá ser equiparado aos demais trabalhadores),
  • Empregado doméstico.

Objetivo do FGTS

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço foi criado pela Lei nº 5.107.

Sendo assim, o saldo da conta vinculada é formado pelos depósitos mensais efetivados pelo empregador, acrescidos de atualização monetária e juros.

Com o FGTS, o trabalhador tem a oportunidade de formar um patrimônio, que pode ser sacado em momentos especiais, veja quais são eles:

  • Demissão sem justa causa;
  • Rescisão do contrato por extinção total da empresa; 
  • Aposentadoria;
  • Caso de necessidade pessoal, urgente e grave, como desastre natural que tenha atingido a área de residência do trabalhador, 
  • Situação de emergência;
  • Estado de calamidade pública reconhecido pelo Governo Federal;
  • Falecimento do trabalhador;
  • Quando o trabalhador ou seu dependente for portador do vírus HIV; 
  • Quando o trabalhador ou seu dependente estiver acometido de câncer;
  • Quando o trabalhador ou seu dependente estiver em estágio terminal, em razão de doença grave;
  • Quando a conta permanecer sem depósito por três anos ininterruptos;
  • Amortização, liquidação de saldo devedor e pagamento de parte das prestações adquiridas em sistemas imobiliários de consórcio;
  • Aquisição de moradia própria, liquidação ou amortização de dívida ou pagamento de parte das prestações de financiamento habitacional;
  • Aquisição de Órtese e/ou Prótese não relacionadas ao ato cirúrgico e constantes na Tabela de Órtese, Prótese e Meios Auxiliares de Locomoção e para promoção de acessibilidade e inclusão social.

Dica Extra do Jornal Contábil: Você gostaria de trabalhar com Departamento Pessoal?

Já percebeu as oportunidades que essa área proporciona?

Conheça o programa completo que ensina todas as etapas do DP, desde entender os Conceitos, Regras, Normas e Leis que regem a área, até as rotinas e procedimentos como Admissão, Demissão, eSocial, FGTS, Férias, 13o Salário e tudo mais que você precisa dominar para atuar na área.

Se você pretende trabalhar com Departamento Pessoal, clique aqui e entenda como aprender tudo isso e se tornar um profissional qualificado.

Por Samara Arruda