Fibromialgia: A dispensa de carência para benefícios do INSS

0

Após fortes discussões, foi aprovado no Senado o projeto de Lei 4.399 que
inclui os portadores de fibromialgia, da ausência de obrigatoriedade na
carência do auxílio doença e auxílio acidente. A ementa foi enviada
através de uma ação popular, pela cidadã paulista Maria Angélica Gomes
de Sousa, no ano de 2019, arrecadando 23.451 votos de populares,
levando a sugestão a debates na Comissão de Direitos Humanos.

A fibromialgia é uma síndrome, caracterizado por fortes dores musculares
e nos tecidos fibrosos do portador, como argumentado em sua ação
popular, as dores terríveis transformam qualquer atividade em
incapacitante com dificuldades para dormir ou sair de casa.

No cenário atual, a fibromialgia, já é reconhecida como uma doença
crônica pela jurisprudência brasileira, e seus portadores podem ter acesso
a terapias e medicamentos disponibilizados pelo SUS. Com o projeto
aprovado, determinando a inexigibilidade da carência no Plenário, o
próximo passo é aprovação na Câmara dos deputados.

justiça
INSS

Como solicitar o auxílio doença para portadores de
fibromialgia, hoje?

Atualmente, com o projeto de lei, ainda em decurso, o cidadão afastado do
trabalho pelo período superior de 15 dias, precisa solicitar o benefício no
Meu INSS, cumprindo a carência de 12 meses de contribuição. A
concessão do auxílio doença é realizada após perícia agendada,
comprovando a incapacidade total ou parcial das atividades profissionais.

No dia da perícia, em uma agência do INSS, é importante que o paciente,
apresente, além de seus documentos de identificação e a carteira de
trabalho, o cidadão também, deve portar laudos médicos, apresentando o
CID, certidão que informa a incapacidade e o motivo da enfermidade,
doença ou acidente.

Contribuintes, diagnosticados com fibromialgia, antes da contratação de
trabalho, podem apresentar documentação, afirmando o agravamento dos
sintomas da síndrome.

Aposentadoria por invalidez

Na hipótese de incapacidade total e permanente do contribuinte, em
decorrer, da síndrome de fibromialgia, o INSS pode conceder o benefício
de aposentadoria por invalidez ao portador.

Como vai funcionar a concessão do benefício após
Lei.4399?

O art.26 da Lei de Benefícios da Previdência Social, garante a concessão
com ausência de carência da contribuição para portadores de doenças
graves. O texto regulamentado identifica que pacientes de enfermidades
com prejuízos à integridade física ou mental precisam de garantia ao
depósito de seu pagamento.

As doenças sem a obrigatoriedade da carência de no máximo 12 meses,
são publicadas e regulamentadas periodicamente em conjunto do
Ministério da Saúde e a Previdência Social, o documento está anexado
147, II, anexo XLV, da Instrução Normativa 77/2015 do INSS.

A abertura de requerimento para o auxílio doença é similar, a solicitação
atual descrita no intertítulo anterior, o contribuinte precisa solicitar o
benefício no Meu INSS, na categoria de inexigibilidade da carência.

Dica extra: Compreenda e realize os procedimentos do INSS para usufruir dos benefícios da previdência social.

Já pensou você saber tudo sobre o INSS desde os afastamentos até a solicitação da aposentadoria, e o melhor, tudo isso em apenas um final de semana?

Uma alternativa rápida e eficaz é o curso INSS na prática: Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que você precisa saber para dominar as regras do INSS, procedimentos e normas de como levantar informações e solicitar benefícios para você ou qualquer pessoa que precise. Não perca tempo, clique aqui e domine tudo sobre o INSS

Conteúdo original de autoria por ConsuPrev