Fiesp: 66% das indústrias de SP não procuraram crédito em 2022

18% das companhias disseram que o motivo foi os juros altos

A alta da taxa de juros desestimulou a busca por crédito, apontou o levantamento Rumos da Indústria Paulista, que foi divulgado ontem (4) pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

Segundo o levantamento, 66,8% das indústrias de São Paulo não buscaram crédito em 2022. Entre os principais motivos alegados para que a empresa não buscasse crédito neste ano apareceram o fato dela não ver necessidade nesse momento (71%), seguida pela elevada taxa de juros (18%). Já entre os que buscaram linhas de crédito, a maior parte se referiu a capital de giro e antecipação de recebíveis.

Para 71% das grandes empresas e 50% das micro, pequenas e médias indústrias, a taxa de juros que vem sendo praticada em 2022 é muito pior do que a que vinha sendo aplicada no ano passado.

A pesquisa apontou ainda que 61,8% dos entrevistados não enxergam a possibilidade de buscar instituições financeiras ainda neste ano para obtenção de crédito, empréstimo ou financiamento.

O levantamento foi feito entre os dias 16 de maio e 3 de junho com 317 indústrias de transformação do estado de São Paulo.

Original de Agência Brasil

Comentários estão fechados.