A empresa de cosméticos Avon foi condenada pela 3ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho do Ceará a pagar uma indenização de R$ 100 mil reais a uma gerente que afirma ter sido obrigada a dançar a música “Vida de Empreguete”.

O fato aconteceu na convenção anual da empresa. A funcionária teria sido obrigada a fazer “danças sensuais” fantasiada de empregada doméstica.

Oferta Especial!

A gerente ganhou também o direito de adicionar ao salário o valor que recebia como comissão, e isso ser calculado no Fundo de Garantia (FGTS).

A empresa afirmou que irá recorrer da decisão. (Com informações do Jornal O Povo)

[useful_banner_manager banners=9 count=1]

Comente no Facebook

Comentários