As áreas de Fiscalização do Sistema CFC/CRCs comemoram os bons resultados obtidos no ano passado. A meta do programa “Brasil de diligências” definida em 2016 foi de 29.280 entidades a serem fiscalizadas e o total realizado no ano foi de 46.531, superando a meta em 158,92%.

Para o Vice-Presidente de Fiscalização, Ética e Disciplina do Conselho Federal de Contabilidade (CFC), esse resultado ocorreu devido ao “avanço do sistema eletrônico que agilizou o serviço dos fiscais dos Conselhos Regionais de Contabilidade (CRCs)”. No CFC, em 2016, foram julgados 1.763 processos contra 1.119 em 2015, totalizando 136 processos por conselheiro. (Ver quadro).

O sistema de fiscalização eletrônica, que foi o primeiro a ser implantado no CFC, entrou no ar em janeiro de 2015. Após um ano de adaptação, por parte dos fiscais e dos profissionais e organizações contábeis, e com esse novo recurso, a fiscalização ganhou agilidade e, principalmente, eficiência. Segundo Luiz Fernando, em 2017, “a fiscalização continuará trabalhando, ainda mais, para obter resultados positivos como ocorreu o ano passado”.

No final de 2015, o CFC deu início à implantação de um sistema que tinha como objetivo melhorar, qualificar e dar celeridade aos processos, além de contemplar os avanços ocorridos nos últimos anos nas áreas de Fiscalização, Registro e Educação Profissional Continuada.

A fiscalização do exercício da profissão contábil é exercida pelo Conselho Federal de Contabilidade e pelos Conselhos Regionais de Contabilidade, por intermédio dos fiscais contratados para prestarem esse tipo de serviço.

A atividade fiscalizadora visa, primordialmente, valorizar a imagem da profissão, como também a proteção ao usuário da Contabilidade. Para isso, torna-se necessário conscientizar individual e coletivamente a classe, no sentido de valorizar cada um de seus membros, valendo-se, para tal fim, dos meios restritivos e coercitivos que se justifiquem e se coadunem com a dignidade, a responsabilidade e o respeito aos princípios profissionais, fazendo prevalecer sua autoridade no sentido de que as ações fiscalizatórias resultem em benefício à sociedade.

Como é feita a fiscalização pelo sistema?

O profissional recebe um e-mail solicitando os documentos necessários para a fiscalização. Após o recebimento do e-mail, ele terá dez dias para responder aos questionamentos por meio de sistema eletrônico no sítio do CRC de seu domicílio profissional e poderá ainda encaminhar os documentos eletronicamente.

O próximo passo é implementar o sistema de julgamento dos processos que também é realizado de forma eletrônica. O CFC espera que até o final de 2017 a plataforma já esteja finalizada.

Total de processos julgados por Estado:

CRC

Processos julgado em 2015

Processos julgados em 2016

AC

1

4

AL

7

2

AM

7

7

AP

0

0

BA

45

116

CE

15

52

DF

38

98

ES

42

81

GO

21

32

MA

5

15

MG

82

198

MS

67

89

MT

26

54

PA

50

64

PB

26

32

PE

33

58

PI

35

43

PR

57

100

RJ

123

171

RN

0

5

RO

61

74

RR

2

0

RS

63

67

SC

79

158

SE

13

21

SP

175

201

TO

12

21

O aumento foi de 58% de processos julgados, sendo que a região Nordeste teve o aumento mais significativo de 92% de processos julgados de 2015 para 2016.

Processos julgados por região:

Região

Aumento de processos julgados

Centro-Oeste

31%

Nordeste

92%

Norte

28%

Sudeste

54%

Sul

63%

O empenho da Câmara de Fiscalização, Ética e Disciplina fez com que houvesse uma redução de 45% do estoque de processos. O CFC iniciou 2016 com 961 processos em estoque e finalizou o exercício com 435.

Via CFC

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.