Fundador da Folhamatic, está à frente de novo projeto e prevê R$ 100 mi de investimento

0

Para facilitar a gestão de folhas de pagamento, além do lançamento e pagamento de impostos, Maurício Frizzarin criou em 1990, um software para contadores.

Três décadas depois, o paulista de 47 anos está de volta com uma startup que ajuda na gestão deste nicho profissional. 

Chamada de Qyon Bank, um SaaS (acrônimo para Software as a Service) a nova empresa possui inteligência artificial, dados na nuvem e conta digital.

“Estamos construindo a melhor empresa de software com inteligência artificial do Brasil. Esse tempo afastado do mercado permitiu-me estudar profundamente a aplicação de inteligência artificial em softwares e fintechs”, afirmou.

O empresário pretende investir R$ 100 milhões na nova empresa, através de recursos próprios e do fundo de investimentos Eight Sharp Capital, que possui sede em Miami, onde Maurício Frizzarin também é sócio.

Segundo ele, as estimativas apontam para um faturamento de pelo menos R$ 300 milhões.

Conforme ressaltou, parte do valor já foi utilizado com a aquisição de três sistemas em 2020, são eles:

  • Dokfile: gerencia documentos fiscais; 
  • Geiko: um software CRM que ajuda no processo comercial; 
  • Flip: um sistema de gestão (ERP) hospedado na AWS;

Através desses investimentos, a empresa pretende ser referência no mercado contábil e atender escritórios do setor.

Inicialmente, os serviços foram disponibilizados apenas para empresas que já eram clientes. Atualmente, a companhia já atende 1 mil clientes.

O que é Qyon? 

A Qyon está em um nicho bastante disputado, tendo como concorrentes diretos a Omie, startup que acaba de ser avaliada em R$ 2 bilhões e a ContaAzul, que conta como sócia a Monashees.

Fonte: Qyon
Fonte: Qyon

Diante disso, o empresário destaca que o novo produto se trata de um sistema de gestão para micro e pequenas empresas, com entrada em médias em algumas linhas de produtos, voltadas para controle de ponto, segurança no trabalho e obrigações fiscais.

Com objetivo de revolucionar a interação entre homens e máquinas, os produtos e serviços são desenvolvidos para gerenciar e integrar todos os processos e setores que fazem parte de uma empresa.

Esta facilidade tem ainda como foco o público da Folhamatic, Tecnologia e Sistemas, uma das empresas pioneiras no Brasil na criação de software para escritórios de Contabilidade e pequenas empresas.

Ela também foi a primeira empresa de Maurício Frizzarin, criada aos seus 17 anos, que foi vendida para a gigante inglesa Sage 32 anos depois por quase R$ 400 milhões.

A nova empresa Qyon funciona no modelo de franquia e possui sede em Americana, no mesmo prédio onde ficava a Folhamatic

Perfil 

Mauricio Frizzarin é formado em Tecnologia de Software  e Marketing,cursa pós-graduação em business na Harvard Business School, além de ter cursado executive education em Inteligência Artificial na University of California, Berkeley e em Fintech na Harvard University. 

Por Samara Arruda Com informações de Pipelinevalor (Globo Notícias) adaptado para Jornal Contábil