Fundamentos para analisar na hora de investir

0

Quem quer investir em ações precisa entender os tipos de análise que podem ser feitos para diminuir o risco e aumentar o retorno do capital.

Basicamente existem duas formas de analisar uma ação: análise técnica ou fundamentalista.

O que é uma análise técnica?

A análise técnica é um pouco mais simples que uma análise fundamentalista, e existem alguns investidores especialistas que concentram suas análises apenas nela.

Na análise técnica é levado em consideração a quantidade de ações disponíveis de uma empresa, e a quantidade de compradores interessados nelas. 

Os analistas técnicos usam da leitura de gráficos para prever comportamentos de compra e venda por parte dos investidores, que podem gerar boas oportunidades. 

Se houver mais ações disponíveis do que interessados, a tendência é que o preço da ação caia, já se houver mais interessados do que ações disponíveis, o preço irá subir.

Embora tenha fundamento na lei da oferta e procura que rege o mercado financeiro, criando a volatilidade no preço das ações, essa análise não leva em consideração outros fatores importantes, como:

  • Desempenho da empresa;
  • Perspectivas do setor no qual ela está inserida;
  • Capacidade de pagamento;
  • Alavancagem do negócio etc.

Para analisar esses fatores, assim como outros de igual importância, é preciso portanto, junto com a análise técnica, fazer uma análise fundamentalista.

O que é uma análise fundamentalista?

A análise fundamentalista se concentra em observar os indicadores internos das empresas que estão listadas na B3, como lucro trimestral, valor do patrimônio líquido, ebitda, lucro trimestral etc.

Essas informações são obrigatoriamente divulgadas pelas organizações que estão listadas na Bolsa de Valores.

Normalmente, são encontradas no espaço destinado à comunicação com o investidor.

Numa análise fundamentalista são avaliados também os valores e diretrizes estratégicas da organização, a competência dos próprios gestores e as oportunidades e ameaças do setor.

Também se utiliza do valuation com métodos como o WACC para identificar o valor intrínseco de uma empresa.

Em resumo, na análise fundamentalista, é preciso encontrar 4 indicadores.

1 – Valor Patrimonial da Ação (P / VPA)

Esse indicador mostra se uma ação está cara ou não. Para encontrá-lo, é só dividir o preço negociado da ação pelo patrimônio líquido da empresa:

  • Valor Patrimonial da Ação (P / VPA) = Preço da Ação / Patrimônio Líquido

Quanto maior for esse indicador, maior é o otimismo do mercado com relação aos resultados futuros da empresa.

Por outro lado, se o valor estiver baixo, ele está indicando que pode ser uma boa oportunidade de compra.

Designed by @pressfoto / freepik
Designed by @pressfoto / freepik

2 – Lucro por Ação (P / L)

Outro indicador importante de uma análise fundamentalista é o lucro por ação. Para encontrá-lo, basta dividir o lucro reportado pela empresa pela quantidade de ações emitidas.

  • Lucro por Ação = Lucro da empresa / Quantidade de ações emitidas

Esse indicador mostra como está à disposição dos investidores em pagar pelo resultado de uma organização.

Se ele estiver baixo, mostrará que há pouca confiança do mercado na empresa, no entanto, isso também pode ser visto como uma boa oportunidade de investimentos.

Até porque o preço da ação está desvalorizado em relação ao seu potencial. 

3 – Dividend Yield (DY)

O Dividend Yield (DY) é um indicador que mostra o quanto uma empresa está pagando de dividendos por ação, dividido pelo preço dela.

  • Dividend Yield (DY) = Dividendos pagos por ação / Preço da ação

Quanto maior for esse indicador, maior o retorno em dividendos recebidos pelo investidor.

Portanto, por mais que as ações dela não se valorizem, ele indica uma boa oportunidade para ganhar rentabilidade sobre o capital investido.

4 – Return on Equity (ROE)

Esse indicador mostra a capacidade da empresa em agregar valor para ela mesma com seus próprios recursos, sem precisar de injeção de capital.

Em resumo, isso mostra a eficiência da gestão da empresa. O cálculo é feito da seguinte forma:

  • ROE = lucro líquido / patrimônio líquido

Quanto maior for o valor do ROE, maior será a capacidade da empresa conseguir fazer novos investimentos com o capital próprio, demonstrando solidez na gestão.

Esses cálculos são gerados através das informações do Balanço Patrimonial e do Demonstrativo do Resultado do Exercício (DRE) que são disponibilizados pela empresa.

A importância da análise técnica e fundamentalista

A análise técnica é capaz de avaliar como está a oferta e procura de uma ação, enquanto a análise fundamentalista consegue ver o setor como um todo e a situação econômico-financeira da empresa.

Desse modo, ao serem analisadas em conjunto, o investidor consegue saber se a empresa tem uma boa saúde financeira, se não está muito alavancada, se distribui dividendos, e se há uma boa procura pela ação, dentre outras informações.

Por isso é tão importante analisar os fundamentos de uma ação no momento de investir. Inclusive para fazer a composição de uma carteira.

Artigo produzido pela Suno