Entre os meses de abril e junho, os fundos multimercados ganharam mais espaço na área da indústria, assim como os fundos de ações, absorvendo os saques que foram realizados na renda fixa.

De acordo com Paulo Cunha, sócio fundador da iHUB Investimentos, os fundos multimercado que mais performaram no período foram:

  • Versa Long Biased FIM: 86,3%
  • Vista Multiestrategia FIC FIM: 54%
  • Santander Global Equities FIM IE: 47,4%
  • Mar Absoluto FIC FIM: 24,9%
  • Giant Zarathustra FIC FIM: 22,8%
  • CSHG All Ibiuna Hedge STHG FIC FIM: 22,6%
  • Sharp LOng Short 2x Feeder FIC FIM: 21%
  • Dahlia Total Reurn FIC FIM: 18,6%
  • GAP Absoluto FIC FIM:17,7%
  • Vinci Atlas FIC Fim: 16,7%

O que são fundos multimercado?

Os fundos multimercados são um tipo de investimento que combina aplicações em vários tipos de mercados, entre eles ações, renda fixa e o câmbio. 

Segundo o especialista, é importante que o investidor tenha perfil para apostar nesse formato. Abaixo, Paulo Cunha traz mais detalhes:

Qual é o perfil desses investidores?

Também chamado de “suitability”, o perfil do investidor está atrelado as suas características e as expectativas nos investimentos. Os fundos multimercados são compostos por perfis moderados e agressivos.

O perfil moderado é aquele que busca uma rentabilidade maior, que suporta um pouco mais de risco. Já o tipo agressivo assume riscos maiores, para alcançar o maior retorno possível, além disso tem como prioridade o aumento do patrimônio a longo prazo.

Além disso, é importante destacar que os perfis não estão atrelados exatamente por segmentação de idade ou renda, mas sim com uma correlação direta na taxa de juros. Pois, quanto menor a taxa, maior a quantidade de investidores e de valores investidos nessas aplicações.

Por Paulo Cunha é sócio fundador da iHUB Investimentos, empresa especializada em assessoria de investimentos, com mesa de operação atuante em ações, derivativos e câmbio em tempo real.