Gestantes e lactantes devem ser incluídas na vacinação contra covid-19

0

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quinta-feira, 8, o Projeto de Lei 2112/21 do Senado que prevê a inclusão de gestantes, lactantes e puérperas entre os grupos prioritários da campanha de vacinação contra a covid-19.

Agora, a matéria será enviada à sanção presidencial. Durante a votação, a relatora do projeto, a deputada Luísa Canziani (PTB-PR), lembrou que inicialmente as gestantes e puérperas também faziam parte dos grupos prioritários.

Isso mudou após um evento adverso grave ocorrido com uma gestante e que foi associado à vacina AstraZeneca/Fiocruz. Diante disso, o Ministério da Saúde decidiu interromper a vacinação dessas mulheres. 

“As gestantes e puérperas estão em risco aumentado de formas graves de covid-19, bem como, complicações obstétricas, tais como parto prematuro e mortalidade materna”, afirmou.

Priorização de outros grupos 

Segundo o projeto, também devem ser incluídas as crianças e adolescentes com comorbidade ou deficiência permanente. Além disso, adolescentes privados de liberdade também farão parte dos grupos prioritários no plano de imunização. 

gestante

Mas é importante destacar que antes da vacinação desses grupos, é necessário que haja a autorização de uso de vacinas para pessoas com menos de 18 anos.

No país, atualmente apenas a vacina da Pfizer/BioNTech é liberada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para aplicação em pessoas com mais de 12 anos.

Quais são grupos prioritários?

O Plano Nacional de Operacionalização da Vacina contra a covid-19 foi elaborado pelo Ministério da Saúde e outros órgãos de saúde.

Diante disso, pretende priorizar determinados grupos para garantir a proteção dos cidadãos com maior risco para a covid-19.

Além disso, também existe a preocupação em manter o funcionamento dos serviços considerados essenciais, além de saúde. Desta forma, veja quais são esses grupos, segundo determina o Plano Nacional de Imunização: 

  • Pessoas com 60 anos ou mais;
  • Pessoas com Deficiência;
  • Povos indígenas Vivendo em Terras Indígenas;
  • Trabalhadores de Saúde;
  • Pessoas de 90 anos ou mais;
  • Pessoas de 85 a 89 anos;
  • Pessoas de 80 a 84 anos;
  • Pessoas de 75 a 79 anos;
  • Povos e Comunidades tradicionais Ribeirinhas;
  • Povos e Comunidades tradicionais Quilombolas;
  • Pessoas de 70 a 74 anos;
  • Pessoas de 65 a 69 anos;
  • Pessoas de 60 a 64 anos;
  • Comorbidades;
  • Pessoas com Deficiência Permanente;
  • Pessoas em Situação de Rua;
  • População Privada de Liberdade;
  • Funcionários do Sistema de Privação de Liberdade;
  • Trabalhadores da Educação do Ensino Básico (creche, préescolas, ensino fundamental, ensino médio, profissionalizantes e EJA);
  • Trabalhadores da Educação do Ensino Superior;
  • Forças de Segurança e Salvamento;
  • Forças Armadas;
  • Trabalhadores de Transporte Coletivo Rodoviário de Passageiros;
  • Trabalhadores de Transporte Metroviário e Ferroviário;
  • Trabalhadores de Transporte Aéreo;
  • Trabalhadores de Transporte de Aquaviário;
  • Caminhoneiros;
  • Trabalhadores Portuários;
  • Trabalhadores Industriais;

Recentemente, bancários e trabalhadores dos Correios também foram incluídos dentre os grupos prioritários para a vacinação.

Por Samara Arruda com informações da Agência Câmara de Notícias