Gestão de Pessoas: Fundamental para o crescimento de qualquer negócio

Compreenda a evolução do que conhecemos hoje como Gestão de Pessoas

0

Uma das maiores dificuldades para muitas empresas é a gestão de pessoas. Utilizando como metáfora o corpo humano, em que na semana passada escrevi que as vendas representam o coração do negócio, os recursos financeiros representam o sangue e as pessoas representam o sistema arterial.

Empresas não funcionam sem pessoas e a gestão de pessoas tem como principal foco o desenvolvimento desse time, que também é tratado como capital humano.

Com 35 anos de experiência corporativa e desde 2015 atuando à frente da Marcone consultoria Empresarial lido em muitos casos, como diagnóstico da gestão de pessoas nas empresas, apontando o que precisa ser melhorado, quais as mudanças importantes nesse setor para o desenvolvimento de ambos: empresa e colaboradores.

Por isso, hoje trago algumas reflexões sobre o papel da gestão de pessoas.

Papel da Gestão de Pessoas

A gestão de pessoas envolve alguns pilares fundamentais, que são:

Motivação 

O time precisa se sentir parte da empresa e gostar disso, se envolver com a engrenagem do negócio;

Comunicação 

Precisa ser clara entre todos os envolvidos na empresa, e claro, todos precisam ter voz no negócio;

Trabalho em Equipe 

Esse ainda é um desafio para muitas empresas, conseguir ter um time focado nos objetivos em comum do negócio;

Conhecimento e competência 

Colaboradores não chegam prontos, conhecimentos podem ser adquiridos, assim como competências. O que há de melhor pode ser lapidado e se tornar ainda melhor;

Treinamento e desenvolvimento 

Se relaciona muito com o tópico anterior, as pessoas quando ingressam em um negócio, também se interessam com o que poderão aprender ao longo dessa jornada, e aí o treinamento e o constante desenvolvimento entram em pauta.

O papel da gestão de pessoas é motivar, reter e capacitar colaboradores com o objetivo de melhorarem o seu desempenho e consequentemente o da empresa também.

A ideia é promover ações que gerem engajamento, que estimulem o progresso desses colaboradores, melhorando os resultados, inclusive, do negócio.

Gosto de mencionar uma pesquisa que foi realizada pela Endeavor em 2016. Participaram dessa pesquisa mil empreendedores e ficou constatado que a gestão de pessoas é uma das principais dificuldades para micro, pequenos e médios empresários.

As empresas podem lidar bem com a área de marketing, vendas, finanças, operações, mas gerir pessoas ainda é o principal obstáculo.

A gestão de pessoas eficiente garante que a empresa tenha condições de oferecer aos seus clientes um atendimento mais personalizado, humanizado e eficaz, isso porque os colaboradores se tornam mais engajados e comprometidos com a empresa.

Evolução do que conhecemos hoje como Gestão de Pessoas

Os primeiros departamentos pessoais, como antigamente eram conhecidos, começaram a surgir por volta do século XIX e, dentre as suas principais responsabilidades, estava mensurar os custos das empresas e pouco se falava sobre a questão da produtividade.

As pessoas eram vistas pelas empresas como um passivo contábil. É possível entender ainda melhor essa simbologia com o filme Tempos Modernos, de 1936, estrelado por Charles Chaplin.

A criação da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) trouxe muitas mudanças, dentre elas, a preocupação das empresas em seguir essas leis trabalhistas e designar alguém que fosse responsável por acompanhar os trabalhadores dentro dessas regras, o que futuramente ficou conhecido como gerência de recursos humanos (RH).

Com o passar dos anos, a área de recursos humanos (RH) foi evoluindo, e a partir da década de 1970, o RH passou a focar nas pessoas com visão estratégica e o que antes era apenas operacional e burocrático, passou a ser humanizado e estratégico, aliás, foram criados os primeiros planejamentos estratégicos com a finalidade de manter talentos e reter funcionários.

Por que o papel da gestão de pessoas nas empresas é tão essencial?

Novamente friso que empresas são formadas por pessoas e que pessoas são o bem mais valioso de uma organização.

Por muitos anos, muitas empresas mantiveram uma visão retrógrada de que o capital financeiro era o bem mais valioso.

Com um clima organizacional ruim, por exemplo, com uma equipe desmotivada, a tendência é que uma empresa perca seus bons talentos e tenha alta rotatividade de pessoas, o que também gera alto custo.

O papel da gestão de pessoas também é nortear a empresa em seu desenvolvimento no mercado.

A maneira como as empresas hoje veem as pessoas que fazem parte de sua equipe tem mudado, assim como a visão das pessoas sobre as empresas.

Há muito tempo que a motivação de alguém para trabalhar em uma empresa deixou de ser apenas financeira, as pessoas querem ter uma visão clara sobre as possibilidade de crescimento, desejam ser ouvidas e valorizadas.

O papel da gestão de pessoas é fazer a ponte entre os colaboradores e todas as demais áreas de gestão em um negócio.

É uma relação em que todos podem ganhar. As empresas que investem em pessoas são as mais bem-sucedidas no mundo, essa valorização do capital humano também recai sobre a percepção dos consumidores sobre a marca do negócio.

Aliás, vale ressaltar que o consumidor hoje também está interessado em saber como são as pessoas que trabalham no negócio, como é a relação entre todas as equipes, como são as relações humanas por trás de uma marca que consome.

Esse desenvolvimento em gestão de pessoas deve ser constante, essa relação das empresas com os seus colaboradores precisa ser sempre repensada.

Uma empresa existe por conta das pessoas que a compõe, essa valorização é essencial e o começo de uma boa gestão de capital humano.

DICA EXTRA  DO JORNAL CONTÁBIL : MEI saiba tudo o que é preciso para gerenciar seu próprio negócio.  Se você buscar iniciar como MEI de maneira correta, estar legalizado e em dia com o governo, além de fazer tudo o que é necessário para o desenvolvimento da sua empresa, nós podemos ajudar. 

Já imaginou economizar de R$ 50 a R$ 300 todos os meses com contador e ainda ter a certeza que está fazendo suas declarações e obrigações de forma correta.

E o melhor é que você pode aprender tudo isso em apenas um final de semana. Uma alternativa rápida e eficaz é o curso MEI na prática. Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que um MEI precisa saber para ser autônomo e nunca mais passar por dificuldades ao gerir o seu negócio. 

Quer saber mais? Clique aqui e mantenha sua empresa MEI em dia!

Por Carlos Moreira, consultor empresaria da Marcone Consultoria Empresaria