O giro de estoque nada mais é do que administrar a entrada e a saída dos produtos que estão armazenadas na empresa. Tão importante quanto ter o controle do estoque, é acompanhar a frequência dessa rotatividade das mercadorias conforme as vendas.

Estocar os itens a serem vendidos é primordial para manter o ritmo das atividades de um negócio, mas algumas ferramentas que auxiliam na gestão desse processo é fundamental para o sucesso de um empreendimento e merecem uma certa atenção, por parte do empreendedor.

E o giro de estoque é um desses métodos, que envolve parâmetros para avaliar o desempenho do armazenamento de produtos de uma empresa. Um cálculo que verifica o número de vezes que uma companhia vende e substitui os itens estocados durante um período específico.

Com esses dados, é possível ter informações sobre como o estabelecimento está gerenciando os custos e a eficácia em vendas, bem se está fazendo um bom controle de estoque e se os departamentos de compra e venda estão em sintonia. Desta forma, quanto mais alto é o giro de estoque, significa que é um fator positivo, pois mostra que a empresa está vendendo rápido os produtos, ou seja, que há uma demanda para eles. Entretanto, uma baixa rotatividade, quer dizer que as vendas estão fracas e que não há muita procura pelos itens.

Agora que falamos sobre esse assunto. Você sabe como calcular? Veja a seguir como fazer.

jornada de trabalho

Como calcular o giro de estoque? Existe alguma fórmula?

Como um indicador da saúde financeira do estoque, o giro de estoque é uma ferramenta importante para a estratégia da companhia, que tem como principais aplicações a apuração da qualidade do armazenamento de produtos e sua variedade. Por isso, a partir do seu cálculo é possível identificar as ameaças e obstáculos, dentro do estoque, assim como o que está colaborando para o lucro da empresa.

Mas, vamos à prática. A fórmula para calcular o giro de estoque é:
GIRO DE ESTOQUE = TOTAL DE VENDAS/VOLUME MÉDIO DE ESTOQUE

Essa fórmula ainda permite o cálculo por quantidade ou valor. No entanto, é preciso primeiro definir o período a ser analisado e baseado nisso, colocar o número total de produtos vendidos e estabelecer o volume médio de estoque.
Entretanto, se você quiser compreender ainda mais o índice de giro de estoque e entender, por exemplo, o tempo médio para reposição é possível por meio da seguinte formulação: NÚMERO DE DIAS DO ANO/ QUANTIDADE DE GIROS.

Esse tipo de dado ajuda você, empreendedor, a ter mais vantagens em relação ao negócio e aos concorrentes, pois proporciona conhecimento sobre a rotatividade do seu estoque, conhecimento para criar alternativas e buscar métodos para diminuir o custo do armazenamento de produtos.

Conteúdo original MarketUP