Golpe do empréstimo consignado. Como não cair nele?

O empréstimo consignado é destinado a aposentados e pensionistas do INSS, servidores públicos e pensionistas de órgãos federais, estaduais e municipais, militares e pensionistas das Forças Armadas

O golpe do empréstimo consignado tem afetado aposentados e pensionistas do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). Essas pessoas criam uma verdadeira armadilha pegando de surpresa os segurados que acabam acreditando nos golpistas.

No entanto, para não ter dores de cabeça no futuro é necessário saber se proteger desses criminosos. Por isso, vamos orientar você a ter mais cuidado daqui para frente.

Segundo informações 165% dos clientes de bancos já caíram em golpes. A maior parte deles são idosos. Essas pessoas não estão habituadas com operações financeiras realizadas de forma virtual. Os golpistas agora estão mirando no empréstimo consignado para atingir suas vítimas. 

O empréstimo consignado é destinado a aposentados e pensionistas do INSS, servidores públicos e pensionistas de órgãos federais, estaduais e municipais, militares e pensionistas das Forças Armadas, em que as parcelas são descontadas diretamente da sua folha de pagamento.

Como os golpistas agem

O golpista tem uma forma de abordar as pessoas se passando por um funcionário do próprio INSS ou de outras instituições financeiras. Para chamar a atenção, eles oferecem vantagens exageradas. O próprio INSS já alertou os seus segurados no início deste ano sobre os golpes aplicados.

A forma de convencer a pessoa, o golpista oferece condições muito “vantajosas”, com taxas de juros menores e valores de contratação abaixo do mercado.

Quando a pessoa se mostra interessada em contratar o empréstimo, os criminosos, vão agir, de uma forma que as instituições sérias não fazem, pedir um depósito antecipado para que a quantia seja liberada. 

Outra investida desses criminosos que se passam por servidores do INSS, é enviar e-mails para a vítima solicitando dados pessoais.

Fique alerta

Vantagens muito boas, com uma proposta vantajosa, desconfie. Mesmo que a oferta seja tentadora. Por isso, quando uma pessoa que estiver entrando em contato com você disser que é de uma instituição financeira oferecendo uma super vantagem, não aceite. Procure se informar, ligue para a instituição financeira através de canais oficiais de contato e certifique se realmente existe alguma oferta vantajosa. Nunca forneça seus dados pessoais a ninguém. 

Nenhuma instituição financeira vai pedir a você depósitos antecipados para liberar o empréstimo consignado.

O INSS informou que não entra em contato com os segurados através de SMS, notificações de aplicativos ou e-mails para oferecer tais serviços. Também não envia motoboys para a casa dos beneficiários.

Outra informação, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) não oferece crédito, os créditos são oferecidos pelas instituições financeiras onde o segurado mantém conta. O contrato de empréstimo consignado é realizado diretamente entre instituições financeiras e os interessados pelo empréstimo. O INSS somente irá autorizar a aplicar os descontos.

Lembrando que você não deve passar seus dados pessoais, informações bancárias por telefone ou SMS.

O que fazer quando cair no golpe?

Se por uma infelicidade você cair num desses golpes ou se houver algum empréstimo em seu nome que você não tenha realizado o pedido, o INSS orienta protocolar uma contestação no site www.consumidor.gov.br. Você também pode pedir o bloqueio da operação através do Meu INSS ou ligando para a central 135. Você não precisará ir a uma agência do INSS.

Passou informações pessoais ou bancárias para criminosos, faça um boletim de ocorrência. Também comunique aos órgãos oficiais envolvidos (INSS, instituições financeiras) para evitar que o criminoso venha tentar utilizar seus documentos. 

Comentários estão fechados.