Cartão de Crédito: Saiba quais são e como se proteger de Golpes e Fraudes

0

Você sabe como se proteger de golpes de cartão de crédito? Acompanhe a leitura e fique por dentro de tudo sobre golpes e fraudes nos seus cartões!

O cartão de crédito está na vida dos brasileiros há bastante tempo.

Quando bem utilizado é uma facilidade que todos gostam de ter, pois ajuda a gerir melhor o dinheiro.

O pagamento em espécie ainda é bem comum, mas com a tecnologia e praticidade dos cartões o cenário vem mudando muito.

De acordo com a consultoria Bain & Company, que fez uma pesquisa com mais de 2 mil brasileiros em abril deste ano.

No estudo, determinou-se que 48% dos consumidores estão predispostos a mudar sua forma de pagar depois da pandemia, principalmente por meio de celulares e cartões.

No entanto, toda essa popularidade chama muita atenção de golpistas que cada vez mais aprimoram golpes do cartão de crédito.

Leia também: 6 dicas para evitar fraude no cartão de crédito

Psafe aponta que golpes financeiros já atingiram 10 milhões de consumidores no Brasil entre janeiro e julho de 2020.

Isso é um aumento de 43% em relação ao mesmo período do ano passado.

Golpes pela internet estão ficando mais comuns, e cresceram em 2020 principalmente devido ao isolamento social.

Dessa forma, é muito importante saber identificar os golpes de cartão de crédito e como eles podem te prejudicar.

Continue lendo.

Por que devo ficar atento aos golpes do cartão de crédito?

Os golpistas usam de diversas maneiras e muitas delas criativas para aplicar golpes e roubar dinheiro.

É importante ficar atento e tomar conhecimento dos golpes do cartão de crédito que são mais comuns.

Se bem informado, você não perde dinheiro e ainda pode evitar outras consequências como ter um nome negativado indevidamente.

Mas primeiramente é interessante saber qual a natureza desses golpes.

O que é um golpe do cartão de crédito?

No geral, esse tipo de golpe é caracterizado por compras feitas no seu cartão de crédito ou de débito que for feita sem seu consentimento.

Por exemplo, compras passadas com valores diferentes do acordado para um produto ou serviço, podem ser considerados também um golpe dessa linha.

Também podem ser dessa natureza de golpes, casos em que o consumidor não recebe o produto ou o serviço contratado.

Sendo assim, os golpes de cartão de crédito podem acontecer de diversas maneiras, mas tem algumas que são as mais comuns.

Veja os 5 golpes do cartão de crédito mais comuns

Acompanhe a leitura e fique por dentro dos golpes mais comuns:

1) Clonagem

O golpe mais tradicional é o de clonagem. Vem se tornando menos comum graças a tecnologia de chips dos cartões.

Para esse tipo de golpe dar certo, o criminoso precisa copiar os dados do cartão e registrar esses dados em um outro cartão.

E assim, fazer compras em seu nome.

Dessa forma, para coletar esses dados a técnica mais comum é usar o equipamento conhecido popularmente como “chupa cabra”.

Esse é um aparelho eletrônico que é colocado nos leitores de cartões principalmente em caixas eletrônicos.

Logo, seus dados são roubados sem que você perceba.

2) Confirmação de dados bancários

Esse golpe é aplicado em sua maioria por ligações telefônicas ou também por mensagens de SMS.

Nele, os criminosos fingem ser funcionários do banco ou da operadora de cartão de crédito e usam técnicas de persuasão para enganar os consumidores.

O intuito é coletar senhas, dados sensíveis do cartão de crédito e de contas bancárias.

3) Sites falsos (Phishing)

O golpe do cartão de crédito mais popular no momento, é também usado para outros roubos de dados.

Tem o nome de Phishing, termo em inglês para pescaria.

Se chama pescaria porque esse golpe tenta simular uma isca para que a pessoa caia.

Nele, criminosos criam sites falsos muito parecidos com sites de instituições financeiras reais.

Com isso, os consumidores deixam dados do cartão de crédito e até senhas de contas bancárias, por acharem que estão realmente no site correto.

Sites falsos como esse não se limitam somente a instituições financeiras.

Sites de e-commerce com produtos falsos também são iscas para coletar dados de cartão de crédito.

Sendo assim, esses sites falsos geralmente chegam para as pessoas pelo email, ou por SMS.

4) Troca de cartão

Esse golpe não se beneficia da internet e nem das linhas telefônicas.

Na verdade, acontece no mundo real quando o consumidor passa o cartão de crédito em uma máquina de cartões.

É um golpe onde o criminoso aproveita a distração do consumidor.

Primeiramente, ele vê o cliente digitando a senha do cartão na máquina.

Em seguida o golpista emite a via do cliente e aproveita esse momento para trocar o cartão por um cartão diferente.

Muitas das vezes um cartão que já é roubado.

A consumidor não checa o cartão e acaba sendo vítima de um golpe oportunista.

5) Pagamento por aproximação

Recentemente vem crescendo uma funcionalidade que as instituições financeiras estão disponibilizando: realizar pagamentos por aproximação usando cartões de crédito.

Funciona da seguinte maneira: O consumidor somente encosta o cartão na máquina e não precisa colocar a senha para confirmar a compra.

Talvez o mais novo golpe que vem sendo aplicado se utiliza da praticidade desses tipos de pagamento.

É aplicado da seguinte forma: Em um local aglomerado como por exemplo transporte coletivo, o golpista prepara a compra na máquina e passa próximo aos bolsos com carteiras ou nas bolsas das pessoas.

O que já é o suficiente para realizar a compra no cartão.

Dessa forma, por mais que os bancos limitem valores para esse tipo de compra na maioria dos casos para até R$ 100,00, ainda é considerável e gera prejuízo ao consumidor.

Como me proteger de um golpe do cartão de crédito?

Como dito anteriormente, existem muitos golpes, e das mais diversas maneiras para roubo de cartões, clonagem e acesso a dados sensíveis.

Você precisa ficar atento para não ser vítima de nenhum desses tipos de golpe.

Dicas para se prevenir de golpes do cartão de crédito

Para isso, a seguir te elencamos uma lista de dicas para se precaver e não passar por situações como essas:

  1. Analise sempre onde você insere seu cartão. Cuidado com maquininhas com visor queimado. Peça sempre sua via.
  2. Nunca forneça dados do seu cartão de crédito a ninguém. Nem por ligação nem por email. As instituições financeiras não pedem isso. 

    Eles já têm suas informações necessárias. Não precisa ter esses dados para desbloquear ou ajustar nenhum problema.
  3. Nunca clique em links suspeitos, que dizem que está com cartão bloqueado e que precisa de seus dados.

    Geralmente links de sites falsos são diferentes dos sites de internet banking do seu banco. O cadeado de segurança ao lado do link não é o suficiente. Fique atento aos links.
  4. Cuidado ao comprar online. Sempre desconfie de descontos exagerados. Veja a reputação da loja na qual está comprando.

    Olhe reclamações envolvendo ela e veja se o produto que está comprando tem classificação, se possível com fotos, de outros consumidores.
  5. Ao passar seu cartão em uma máquina, sempre fique atento se não tem ninguém vendo você colocar sua senha.

    Ao final verifique se de fato o prestador do serviço devolveu seu cartão.
  6. Use pagamento por aproximação com cautela. Algumas instituições financeiras deixam essa função configurável pelo próprio aplicativo de celular.

    Você também pode usar carteiras com bloqueador magnético. Assim não correrá o perigo de pagamento por aproximação indevidos.
  7. Configure em seu aplicativo ou fale diretamente com a instituição de seu cartão para lhe enviar um SMS, um email, ou uma notificação, sempre que você fizer uma compra com seu cartão

Assim, é mais rápido de você saber se foi vítima de uma cobrança indevida, ou de um golpe.

Caí no golpe do cartão de crédito, quais os meus direitos?

Se você for vítima de golpe de cartão de crédito, avise a operadora de cartão para que possa estornar a compra.

Você também pode bloquear o cartão falando com a instituição financeira. Em muitos casos essa funcionalidade vem no próprio aplicativo do cartão.

Em caso de descumprimento dos seus direitos por parte da instituição financeira, você poderá também acionar o PROCON.

Nesses casos, é possível fazer o registro de sua reclamação junto ao órgão, ou mesmo recorrendo a um advogado para que possa pleitear seus direitos na Justiça.

Há também a possibilidade de resolver o problema entrando na justiça sozinho, através do Juizado Especial Cível (JEC).

O consumidor que optar por isso poderá exigir seus direitos sem advogados.

Golpe do cartão de crédito pode deixar meu nome sujo?

Infelizmente, além de sofrer com o golpe, você ainda pode passar pela situação de ter seu nome negativado injustamente.

Isso pode acontecer pois tendo o cartão clonado podem surgir as cobranças indevidas.

Nesses casos, além de buscar a empresa para resolver o problema, você também pode ter direito a uma indenização por danos morais.

Por isso, não deixe de exigir seus direitos!

Com a Resolvvi, você pode entrar com seu pedido de indenização de forma online e sem audiências.

E o melhor de tudo é que você só paga se ganhar!

Quer pedir uma indenização por danos morais pelo seu problema de nome negativado indevidamente? Clique aqui.

Por: Ariel Barros

Fonte: Resolvvi