Golpes Virtuais: Entenda quais são e como se prevenir

Um dos assuntos mais comentados atualmente está sendo a recorrência dos golpes virtuais que está com cada vez mais vítimas.

0

Um dos assuntos mais comentados atualmente está sendo a recorrência dos golpes virtuais que está cada vez mais aumentando seu número de vítimas.

Eles podem ser feitos através de mensagens, pix, whatsapp e diversos meios.

Segundo dados do Instituto de Segurança Pública (ISP) a quantidade de cariocas que sofreram com os golpes virtuais basicamente triplicou no primeiro trimestre de 2021. 

O apresentador Bruno de Lucca, as cantoras Ludmilla e Marilia Mendonça, a atriz Yanna Lavigne e a mãe da modelo Carol Trentini foram alguns dos nomes conhecidos que foram vítimas de tais golpes.

Só neste ano já foram registrados 3.616 estelionatos digitais.

O compartilhamento de dados foi se excedendo de forma abusiva por esse motivo foi criada a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) que foi inspirada no General Data Protection Regulation (GDPR) um sistema europeu que inserido no Brasil em setembro de 2020, fazendo com que o País entrasse no rol dos mais de 130 países que possuem marco legal em proteção de dados.

A LGPD é uma lei específica que regulamentou a proteção de dados para garantir a segurança jurídica e resguardar os nossos importantes direitos constitucionalistas como; direito à privacidade, liberdade de expressão, dignidade, defesa do consumidor.

A advogada e consultora com mais de 20 anos de experiência, Maria Fernanda Lyra esclarece alguns pontos determinantes da LGPD.

“A Sociedade da Informação do século XIX acarretou uma busca massiva por dados, de forma que passamos a fornecê-los cegamente. Quem abre e lê todos os termos de uma Política de Privacidade de um site que fornece produtos ou serviços? A maioria das pessoas clica no cashbox “li e concordo” sem nem abrir o documento, não é mesmo? E assim aceitamos que utilizem e distribuam nossos dados sem nem sabermos para qual finalidade. O resultado: abusos! Sabendo da importância dos dados na era atual e dos abusos cometidos, a lei objetiva empoderar o titular de dados, eu e você, trazendo ao cidadão uma autodeterminação informativa em relação aos dados pessoais fornecidos a terceiros, através de princípios, direitos e obrigações que delimitam o bom uso de um dos ativos mais valiosos da sociedade – os dados”, declara Maria Fernanda.

A advogada ainda explica que a LGPD controla todo o tratamento de dados desde o momento que são coletados até serem excluídos, se aplicando em qualquer tratamento seja por pessoa física ou jurídica independente do porte e do meio, servindo de forma online ou offline e ainda exige que a pessoa tenha o conhecimento do porquê os dados estão sendo coletados, armazenados, por quanto tempo e serão distribuídos.

“Essa lei traz vantagens para todos os envolvidos, fomenta o desenvolvimento tecnológico e econômico, protegendo os direitos e garantias fundamentais de privacidade e liberdade dos cidadãos”, diz.

Mas existem algumas formas de se prevenir desses golpes, Claudio Bonel um dos fundadores da  DADOTECA, Consultora de Tecnologia e Treinamentos de análise de dados (business intelligence, analytics e inteligência artificial) deu a seguir:

1.Evitar usar a mesma senha para todas suas redes sociais.

“Ter a mesma senha para diversas redes só vai garantir o mais fácil acesso do hacker e o vazamento das suas informações. O ideal é ter senhas diferentes para cada rede sua.”

2.Atenção as ações que você faz em locais públicos

“Procure não digitar suas senhas, fazer transferências ou compartilhar algum dado pessoal em lugares públicos, o conhecido “ shoulder attack” que significa ataque sobre os ombros consiste em alguma pessoa olhando por cima de você e coletando esses dados, esteja atento a isso.“

 “Na dúvida não clique e se informe antes do que o link se trata. Preste atenção em ligações e mensagens que falam que você ganhou algo e tudo que precisa fazer para ganhar o benefício é confirmar o número que eles vão te enviar por mensagem. Esse número é validação do seu whatsapp quando você confirmar, eles vão ser capazes de hackear seu whatsapp.”

4. Atenção as transferências feitas pelo pix

“Tenha atenção ao pagamentos realizados por QR Code os criminoso já acharam uma forma de burlar esse código desviando-o, certifique-se de que está pagando pelo QR Code certo melhor ainda se ligar para o remetente e ter essa confirmação e jamais pague sem saber o motivo desse pagamento. Essa dica vale para todos os tipos de pagamento. Atenção às suas chaves do pix, caso tenha que passar ela para algum desconhecido é melhor optar pela chave aleatória pois ela só irá servir para aquele pagamento, para um novo terá que gerar outra. Isso garante a sua segurança. Reforçando novamente atenção ao fazer pix em lugares públicos pode ter sempre alguém te vigiando.”