Horário de Verão vai economizar energia? E você quer a sua volta?

No horário de verão os relógios são adiantados em 1 hora

O horário de verão é amado por uns e odiado por outros. Tanto que quando no governo do presidente Jair Bolsonaro, ele foi extinto, houve comemorações e reclamações.

No horário de verão você adianta o seu relógio em 1 hora. Era adotado nas regiões sul, sudeste, centro-oeste e no Distrito Federal. Em abril de 2019, Bolsonaro decretou o fim do horário de verão.

Recentemente o presidente afirmou que o horário de verão pode ser retomado caso a maioria da população apoie a medida.

Mas, será que adiantar o relógio em uma hora vai economizar energia? Você é contra o favor do Horário de verão?
Entre 1931 e 1932, o horário de verão foi instituído pela primeira vez. Em seguida, deixou de ser usado para economia de energia. Em 1985, o presidente José Sarney voltou a decretar o uso do horário de verão para a economia de energia, sendo reeditado todos os anos até 2019.

O horário de verão consiste no aproveitamento máximo da luz solar de modo a economizar no consumo de energia elétrica. Essa medida é adotada em diversos países.

A adoção desse horário é motivo de intensas discussões acerca dos seus reais benefícios, e se os objetivos são realmente alcançados e significativos. Tem quem acredite que ele proporciona realmente uma economia significativa, já outros, divergem dessa opinião.

Para alguns estudiosos a mudança de horário interfere na saúde do ser humano, e não economiza energia.
No hemisfério Sul, o horário de verão é adotado durante a primavera, terminando no início do outono, portanto, compreendendo toda a estação de verão.

No Brasil, quando começou, o horário ia até próximo final do verão, ou seja, começava em novembro e terminava em março. Depois foi adotada a medida, em que o horário passou a vigorar de outubro a fevereiro.

A intenção é o melhor aproveitamento da energia solar em relação à energia elétrica, ou seja, estendendo-se o período em que há luz natural, espera-se que haja diminuição no consumo de energia entre 18 horas e 21 horas.

Entretanto, no Brasil, observou-se que o consumo de energia passou a ser maior entre 14h e 18h, quando a população, os escritórios, supermercados, o comércio em geral consome o máximo de energia com o ar condicionado ligado.
Crise de energia

A atual crise de energia vivida pelo Brasil, que pode causar apagões, pode ser o motivo pela volta do horário de verão. Os empresários e uma parte da população é a favor da volta do horário de verão. E você, é contra ou a favor?

Comentários estão fechados.