IBGE: Conheça os estados que tiveram crescimento na produção industrial

0

O IBGE (Instituto Nacional de Geografia e Estatística) divulgou dados da Pesquisa Industrial Mensal Regional (PIM) nesta quinta-feira, 14.

O levantamento mostra que a produção industrial brasileira cresceu 1,2% no mês de novembro.

O estado da Bahia com 4,9%, foi destaque no período impulsionado pelo setor de celulose e de bebidas, segundo destacou o gerente da pesquisa, Bernardo Almeida. 

Logo em seguida aparece o Rio Grande do Sul com 3,8% contribuindo por meio do setor de couro, artigos de viagens e calçados.

Amazonas com 3,4% acompanhou o bom resultado motivado pelo setor de bebidas.

Através dos dados colhidos pela pesquisa, também foi possível verificar que em 10 localidades, o setor apresentou uma alta considerável entre os meses de outubro e novembro. 

No comparativo, é possível observar que em oito estados a produção industrial superou a média nacional que foi registrada antes da pandemia – fevereiro de 2020.

Veja quais são eles:  

  • Amazonas (14,9%), 
  • Santa Catarina (9,5%), 
  • Ceará (7,5%), 
  • Minas Gerais (6,2%), 
  • São Paulo (6%), 
  • Paraná (5,9%), 
  • Rio Grande do Sul (5,2%),
  • Pernambuco (1,8%).

Registro de quedas no período 

A pesquisa também mostra os locais que registraram as maiores quedas em novembro, sendo possível fazer um comparativo.

© Fotolia / Phovoir
© Fotolia / Phovoir

Por isso, destacamos o Pará e o Mato Grosso, que registraram queda na produção industrial.

Desta forma, o recuo ficou em 5,3% e 4,3%, respectivamente. 

Esta é a terceira taxa negativa consecutiva da indústria do Pará que recebeu influências negativas do setor extrativo e de alimentos.

Por sua vez, o setor de alimentos, além de derivados do petróleo e biocombustíveis do Mato Grosso também voltou a recuar no período analisado.

Os demais estados que apresentaram queda foram Pernambuco (-1,0%), Espírito Santo (-0,9%) e Goiás (-0,9%).

PIM

A Pesquisa Industrial Mensal Produção produz indicadores de curto prazo desde a década de 1970, referentes ao comportamento do produto real das indústrias.

A partir de maio de 2014, teve início a divulgação da nova série de índices mensais da produção industrial, elaborados com base na Pesquisa Industrial Mensal de Produção reformulada que cumpriu os seguintes objetivos: atualizar a amostra de atividades, produtos e informantes; além de elaborar uma nova estrutura de ponderação dos índices com base em estatísticas industriais mais recentes; adotar as novas classificações de atividades e produtos, usadas pelas demais pesquisas da indústria por meio da Classificação Nacional de Atividades Econômicas – CNAE. 

A PIM reformulada produz indicadores para todas as Unidades da Federação que respondiam por pelo menos 1,0% do Valor da Transformação Industrial no ano de 2010.

Considerando esse critério, foram selecionadas as seguintes Unidades da Federação: Amazonas, Pará, Ceará, Pernambuco, Bahia, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Goiás, Mato Grosso e Região Nordeste.

Por Samara Arruda com informações site IBGE