Tem interesse em aumentar a restituição do imposto de renda? Sem dúvida, várias pessoas têm esse desejo. No entanto, muita gente fica decepcionada com a quantia reduzida (considerando o valor do tributo pago no ano anterior) recebida no momento da restituição (devolução da diferença do imposto pago).

Sabia que existem algumas ações que podem ser feitas com a intenção de receber maiores restituições do tributo? Caso queira conhecer uma, continue lendo este post. Neste conteúdo forneceremos 5 dicas que ajudarão você a pagar menos tributos de forma lícita. Acompanhe a seguir.

1. Não declarar em conjunto com o cônjuge

Quando você declara o IRPF em conjunto com o cônjuge, a restituição do imposto de renda diminui. Isso porque nesses casos a receita tributável é somada e a sua chance de pular para uma faixa superior de tributação também aumenta. Por outro lado, ao fazer a declaração individualmente, cada um terá isenção para a faixa de renda tributável de até R$ 28.559,70 por ano.

2. Realizar investimentos em plano de previdência

Quem tem plano de previdência do tipo Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL) tem direito a restituição de até 12% da renda tributável anual. Vale destacar que esse modelo é dedutível de imposto de renda mesmo para os indivíduos que já contribuem para a previdência pública, como trabalhadores do setor privado ou funcionários públicos.

3. Abater despesas domésticas se for autônomo e trabalhar em casa

Quem for profissional autônomo e tiver despesas relacionadas à atividade profissional pode deduzir essas despesas no IRPF, se elas forem inscritas no livro-caixa. Essas despesas podem ser aluguel de escritório, luz, telefone, material de trabalho etc.

Quem trabalha em casa pode deduzir até um quinto de todos os gastos relacionados à manutenção da residência, incluindo IPTU e as taxas de condomínio. Somente não são dedutíveis despesas com reparos, conservação e recuperação do imóvel.

4. Declarar gastos com saúde, educação e pensão

Ainda é fundamental guardar todos os comprovantes de gastos com saúde. Além disso, é importante separar os recibos de despesas com educação e pensão alimentícia, já que todas essas despesas são dedutíveis do imposto de renda.

Tenha atenção, porém, em preencher todas essas informações corretamente, pois a Receita Federal faz cruzamentos com outros bancos de dados com a intenção de verificar tudo o que foi colocado no documento.

5. Fazer doações

Quem faz declarações no tributo pelo formulário completo pode informar todas as doações realizadas. Nessa situação, é possível destinar até 6% do IRPF para fundos de amparo à criança e adolescente e aos projetos de incentivo a atividades artísticas, culturais e audiovisuais.

Algumas vezes o valor da restituição é muito baixo e isso frustra muita gente. No entanto, com algumas ações é possível aumentar o valor a ser recebido. Entre elas estão os investimentos em previdência privada, fazer doações e a declaração de gastos com saúde, educação e pensão.

Dica Extra: Aprenda a fazer Declaração de Imposto de Renda. Aprenda tudo de IR em apenas um final de semana.

Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que você precisa saber sobre IR.

No curso você encontra:

  • Conteúdo detalhado, organizado e sem complexidade.
  • Videoaulas simples e didáticas.
  • Passo a passo de cada procedimento na prática.

Tudo a sua disposição, quando e onde precisar

Não perca tempo, clique aqui e aprenda a fazer a declaração do Imposto de Renda.



Conteúdo original IR Sem Erro