Imposto de Renda: Veja como declarar o auxílio emergencial

0

Hoje vamos falar sobre como declarar o auxílio emergencial no imposto de renda, os contribuintes têm até o dia 30 de abril para apresentar sua declaração do Imposto de Renda à Receita Federal, mas atenção, aquele que é obrigado a declarar deve registrar uma informação extra, refere-se às parcelas do auxílio emergencial que foram recebidas durante 2020.

O benefício financeiro foi concedido pelo Governo Federal aos brasileiros, com o objetivo de fornecer proteção emergencial no enfrentamento à crise causada pela pandemia do Coronavírus.

Os valores e parcelas extras do auxílio emergencial foram pagos durante 2020 aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais, autônomos e desempregados. 

Bom, um dos principais critérios para fazer a declaração deste ano é ter recebido rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 durante 2020.

Mas no caso daquele que recebeu o auxílio, é necessário o recebimento de outros rendimentos tributáveis acima do valor da primeira faixa da tabela progressiva anual do imposto de renda, que é de R$ 22.847,76.

Se você não se enquadra neste ou nos demais critérios que obrigam a declaração, não precisa  fazer o documento.

Falando um pouco agora sobre a devolução. Foi informado pela Receita Federal que o seu sistema irá analisar dados e valores. 

Ao identificar que os limites previstos na lei foram ultrapassados, o contribuinte será informado sobre o valor do auxílio emergencial que deve ser devolvido.

Assim, o auxílio emergencial pode ser devolvido através de um Documento de Arrecadação de Receitas Federais conhecido como DARF, cujo código é 5930.

Ele é emitido pelo sistema do Meu Imposto de Renda, que também pode ser acessado pelo aplicativo disponível para celulares.

Desta forma, o valor total do auxílio emergencial a ser devolvido não será deduzido do valor do imposto a restituir.

Se você já devolveu os valores pela plataforma que foi disponibilizada pelo governo federal, basta apenas desconsiderar o documento de arrecadação gerado pelo programa do imposto de renda.

piramide

Devolução 

A primeira oportunidade para a devolução ocorreu quando o Ministério da Cidadania, emitiu notificações sobre a devolução para pelo menos 2,6 milhões de pessoas.

Essa notificação teve como alvo aqueles que receberam o recurso de forma indevida, como por exemplo, aposentados, pessoas que recebem benefícios previdenciários, servidores públicos civis e militares, além de pessoas que estão presas em regime fechado e aquelas que não atendem aos critérios do programa.

Também precisam fazer a devolução aquelas pessoas que se enquadram nas seguintes situações: 

  • Pertence à família com renda superior a três salários mínimos ou cuja renda mensal por pessoa da família seja maior que meio salário mínimo,
  • Que tenha emprego formal;
  • Que está recebendo Seguro Desemprego ou está recebendo benefícios previdenciários, assistenciais ou benefício de transferência de renda federal, com exceção do Bolsa Família;
  • E também quem recebeu rendimentos tributáveis acima do teto de R$ 28.559.70 em 2018, de acordo com declaração do Imposto de Renda.

É muito importante mencionar que caso deixe de apresentar as informações sobre seus rendimentos, como por exemplo o auxílio emergencial, pode ser penalizado, pois essa prática é crime, ela é chamada de sonegação de imposto. 

Assim, o contribuinte poderá ser multado em até 150% do valor do imposto que ele deve à Receita Federal, além de ter que cumprir pena de dois a cinco anos de prisão.

Espero ter conseguido te ajudar a entender um pouco mais sobre como declarar o recebimento do auxílio emergencial na declaração do imposto de renda.

Tem alguma dúvida? Deixe nos comentários uma sugestão de tema para nós.  

Nos vemos nos próximos vídeos. Até mais!

Dica Extra do Jornal Contábil : Aprenda a fazer Declaração de Imposto de Renda. Aprenda tudo de IR em apenas um final de semana

Conheça nosso treinamento rápido, porém completo e detalhado com tudo que você precisa saber sobre IR. No curso você encontra:

Conteúdo detalhado, organizado e sem complexidade, videoaulas simples e didáticas,passo a passo de cada procedimento na prática. 
Tudo a sua disposição, quando e onde precisar.

Não perca tempo, clique aqui e aprenda a fazer a declaração do Imposto de Renda.