ELENITO ELIAS DA COSTA



A negligência e a imperícia de não manter uma CONTABILIDADE DE CUSTOS do seu empreendimento poderá lhe causar RISCOS pecuniários insuportáveis. (O autor)

No momento em que o Brasil trabalha com AJUSTES e que as empresas de qualquer forma e tamanho reduzem suas margens de lucros, e os gestores empresariais buscam de formas diversas darem uma maior continuidade as suas atividades econômicas e profissionais trabalham incansavelmente na busca de maior transparência, controle e interno nas demonstrações contábeis e financeiras inclusive nas demonstrações que influenciam o processo decisório, nos deparamos com fatores extrínsecos, inclusive o produtos estrangeiros que adentrar em nosso mercado paulatinamente, com preços menores e qualidade duvidosa, mas aceitos no mercado brasileiro.

Podemos nada fazer e creditar ao tempo a solução para esse impasse, mas temos certeza do estrago que está fazendo no mercado e tende a se estabilizar, caso não sejam tomadas as medidas preceptivas em plena Economia globalizada.

É cristalino entender que sem uma contabilidade TRANSPARENTE, com exíguo controle interno, sua ausência poderá lhe causar RISCOS e ÔNUS insuportáveis, mesmo que sua empresa e seu produto tenha o mercado certo.
Os polos industriais existentes visam a todo o tempo reduzir custos e despesas para obter um produto customizado e com precificação competitiva junto ao mercado globalizado, e isso exige capacitação e qualificação de seus mentores se deseja atingir maior longevidade de sua atividade.



CONTABILIDADE

Atualmente profissionais de contabilidade, sabem que o mercado exige um perfil diferenciado e competitivo e diante desse quadro é de fundamental importância a sua performance adequada a evolução do mercado que deseja se inserir.

Os órgãos de classe (Conselho, Sindicato, Associações e demais) tentam de diversas formas adequarem seus profissionais a exigência desse mercado, mas esquecem de que a base de sua formação está fragilizada derivativa de uma educação sem a qualidade mínima necessária.
Mesmo que esses profissionais assistam o treinamento, pouco deles conseguem assimilar, já que pesam sobre eles a pífia remuneração de seus serviços prestados, comumente chamado de “honorários”, e por outro lado o gestor empresarial não tem a real importância dessa atividade motivada por fatores excludente, tais como o conhecimento educacional e cultural que o embasa.
Para sua ciência, relaciono abaixo as características de profissional de contabilidade exigido pelo mercado globalizado:

a) Capacitação e Qualificação constante;
b) Conhecimento de Contabilidade Globalizada;
c) Contabilidade Comercial;
d) Contabilidade de Custos;
e) Contabilidade Tributária;
f) Contabilidade Gerencial;
g) Contabilidade Bancária;
h) Auditoria e Perícia;
i) Legislação Federal, Estadual, Municipal, Trabalhista, Previdenciária e ambiental;
j) Conhecimento de Informática, Hardware, Software;
k) Sistemas: Fiscal, Pessoal, Custos, Precificação, Estoques, Financeiro, Cobrança, Compras, Vendas, Faturamento, Importação, Exportação, bancário, Mercado Local, Mercado dentro do Estado, Mercado fora do Estado, Mercado fora do País, Tributação na sua essência e demais;
l) Sistemas Tributários, (Escrituração Fiscal Digital, Sped,ECF etc)
m) Planejamento Empresarial;
n) Precificação de Produtos similares e estrangeiros;
o) Conhecimento de outro idioma;
p) Conhecimento de Logística;
q) Cumprimento sincronizado de Obrigações Tributárias e demais;
r) Sempre utilizar o PDCA e proceder á análise SWOT para que em seguida implemente as melhorias necessárias;
s) Conhecimento específico da empresa e dos produtos que ela comercializa, ou produz;
t) Elaboração dos RELATÓRIOS exposto de modalidade analítica e gráfica para que possa atingir a compreensão do público alvo;
u) Reunir-se periodicamente com o gestor empresarial e expor detalhadamente os fatores positivos e negativos e principalmente os RISCOS, caso esteja propenso;
v) Sugerir atitudes adequadas para minorar referidos RISCOS;
w) Conhecimentos dos indicadores econômicos e financeiros;
x) Visualizar a amplitude social e ambiental da operação do cliente e buscar projetos que visem melhorias;
y) Orientar ações de aquisição de tecnologias que possam reduzir custos e despesas no processo;
z) Está preparado para oscilações do mercado interno e externo do produto ou serviço do cliente;
aa) Manter sempre as certidões negativas que comprovem a licitude e regularidade jurídico-fiscal da empresa;
bb) Sugerir medidas acauteladoras sobre possíveis volatilidades do mercado diante dos ajustes econômicos;
É concebível a exigência do mercado diante de uma Economia globalizada, inclusive seu entendimento, só que o profissional que labuta nesse mercado ainda não está devidamente preparado para tal exigência, e isso, minoram sua visão, sua remuneração, seu futuro e sua segurança.

O mercado tende a exigir muito mais dos profissionais, as empresas buscam reduzir custos e despesas de todas as formas, pois a globalização compete vorazmente com seu produto, fazendo com que o sistema debilite o incauto, segregue aqueles que não estão preparados para esse momento progressivo e contínuo.

Devemos entender que a palavra CRISE está se tornando irmã siamesa do sistema Econômico globalizado, e acreditem a MAIOR CRISE AINDA ESTÁ POR VIR, e aqueles que não estiverem preparados também participaram desse sistema, mas somente nas estatísticas de vitimados, lamento, mas a verdade deve ser dita de modalidade cristalina.

Acredito que o universo circunstancial das empresas de quaisquer formas e tamanhos, haverá de crescer exponencialmente, já que o mercado de trabalho tende a crescer aritmeticamente, haja vista a crescente bolha populacional em detrimentos as oportunidades cada dia mais exigentes do mercado globalizado.

UNIVERSIDADE

Sabemos que a Academia e similares, tem uma grade curricular que se adequa ao mercado, mas essa variável passa por Professores (Especialistas, Mestres e Doutores), que apesar de estudos prolixos que os intitularam, fragmentou o entendimento evolutivo do mercado, deixando claro que aqueles que não possuírem um feeling prático derivado de vivencia prática possivelmente encontrará dificuldade na transmissão de seus ensinamentos.
A prova inconteste da afirmativa acima é que alguns alunos que labutam na área percebem com clarividência a fragilidade prática do corpo docente de algumas instituições, mas alguns coordenadores e gestores educacionais ainda não perceberam tamanha evidência, acredito ser motivada por exigência do MEC/INEP/SESU, e isso compromete a qualidade do formando.
Não conseguem ter uma visão clara dos egressos, assim como faz as melhores instituições educacionais do globo, para medir o resultado final da qualidade de seus ensinamentos, deixando claro que o investimento aplicado na formação do educando tem variações mercadológicas.
Nosso mercado precisa de mão de obra focada numa economia globalizada, eis o fato que os cursos tecnológicos se sobressaem diante da graduação formal, seja na customização seja na periodicidade, mas precisamos trabalhar com mentores com também formação sumamente prática comprovada.
A leitura desse mercado é de fácil entendimento, mas ainda há aqueles que diante de sua limitação não consegue entendê-la, e obviamente pagará o preço por sua inépcia, negligência e imperícia.

“Nosso futuro é uma corrida entre o crescente poder da tecnologia e a sabedoria com que a usamos”. (Stephan Howking).

A tecnologia em evolução se torna includente em qualquer exercício de labor profissional, se desejamos atingir a excelência de nossas ações.

CONCLUSÃO

O presente artigo não visa atingir qualquer pessoa seja ela, física ou jurídica, mas alerta que o sistema de uma economia globalizada exige maior flexibilidade e rapidez em sua adequação para que o Capital investido tenha menor RISCO e possa atingir um ÁGIO satisfatório para todos os envolvidos, quer seja gestor, investidor, professor, educando e principalmente a sociedade atual.
Lamento que muitos ainda não se aperceberam dessas exigências de sincronia racional e deverão pagar um preço por essa inobservância, mas o sistema também de alimenta daqueles que o enfrenta sem os recursos mínimos necessários, e obviamente se tornam vítimas.
E, por ironia do destino, somos os mentores desse sistema, mas dependendo de nossa ação ou inação podemos nos tornar simplesmente vítimas, que foram atropeladas pelo mesmo.
É grande o número de profissionais e de gestores empresariais que por sua limitação não conseguem obter o sucesso de seus empreendimentos que diante de diversas variáveis, tenha a absoluta certeza que só depende de sua ação coercitiva para buscar soluções mais evolutivas.
Sugiro a leitura e entendimento dos meus ARTIGOS e LIVROS publicados, no mínimo poderão lhe ajudar e reduzir suas chances de se tornar vítimas.

Bibliografia:
1. Contabilidade No.1, Da Costa, Elenito Elias, Editora Grupo Fortes;
2. Contabilidade No.2, Da Costa, Elenito Elias, Editora Grupo Fortes;
3. TRANSPARÊNCIA, Da Costa, Elenito Elias e demais, Editora Grupo Fortes;
4. Artigos escritos e publicados quinzenalmente em toda a rede (WWW), Da Costa, Elenito Elias; google; yahoo etc.
www.elenitoeliasdacosta.blogspot.com.br
Facebook/Elenito Elias da Costa. – Leitores dos Artigos do Prof. Elenito Elias
Twitter/Elenito Elias

Autor: ELENITO ELIAS DA COSTA, contador, auditor, assessor empresarial, professor universitário, pesquisador, escritor, palestrante e nordestino por excelência.

[useful_banner_manager banners=16 count=1]

Comente no Facebook

Comentários